fbpx

Vocação para Medicina e Empreendedorismo

 

Dr. Yussif Ali Mere Junior - Médico Ribeirão Preto
Dr. Yussif Ali Mere Junior (Foto Weber Sian)

 

Além de administrar três clínicas de nefrologia e de
serviços de diálise, médico também se destaca
no mercado cervejeiro de Ribeirão Preto

Algumas pessoas escolhem a profissão. Outras acabam “herdando” uma vocação. E foi exatamente isso o que aconteceu com o médico nefrologista Yussif Ali Mere Junior.

“Quando era pequeno, eu acompanhava a carreira do meu pai muito de perto. Ele era clínico, cirurgião geral e diretor clínico da Santa Casa de Sertãozinho (SP). Sempre estive com ele no consultório, pois era junto à nossa casa”. Além disso, seu pai foi o primeiro médico da família, depois um tio se formou em Medicina, um primo e agora sua filha está terminando a especialização em Nefrologia.

Yussif finalizou o curso de Medicina em 1982, na Universidade Severino Sombra, localizada em Vassouras (RJ). Ele passou por vários estágios e por alguns hospitais. Porém, o grande desafio no início de sua carreira foi quando entrou no Hospital São Paulo, em Ribeirão Preto (SP). “Comecei a trabalhar lá em 1987 para exercer nefrologia. Porém, foi no período em que o hospital estava reabrindo as portas e foi quando assumimos o desafio de manter administrativamente o local com serviços de qualidade para que se transformasse no que virou hoje. Meu trabalho lá durou 14 anos”.

Outro marco na vida de Yussif foi a especialização em Nefrologia, que aconteceu na cidade de Lund (Suécia). Ele nem imaginava que o nome dessa cidade seria tão importante para os seus futuros negócios. Além da Clínica Lund, especializada em nefrologia e em serviços de diálise e que hoje conta com três unidades (Ribeirão Preto, Itu e Sorocaba-SP), o médico também é proprietário da Cervejaria Lund, em Ribeirão Preto. “Durante o período em que vivi nesta cidade sueca tive um aprendizado muito grande da cultura da cerveja europeia. A vontade de fazer cerveja artesanal surgiu exatamente no momento em que comecei a consumir esse tipo de bebida”.

Yussif explica que ao degustar uma cerveja artesanal é possível sentir efetivamente o sabor dos ingredientes usados em sua composição. “Por isso, está acontecendo uma evolução no ‘sabor’ cervejeiro do Brasil. Hoje, a indústria cervejeira chega a se equiparar à indústria da enologia [ciência relacionada à produção e conservação de vinho]”. Quando o médico lançou a Lund, existiam poucas cervejarias artesanais na cidade. “Fomos a segunda cerve-jaria de Ribeirão Preto. Hoje, existem 14. E isso é muito importante porque gera emprego, renda, atrai turistas e ajuda a desenvolver esse mercado no município e região”.

Ele comenta que Ribeirão Preto sempre teve “vocação” cervejeira (devido às fábricas das cervejarias Cia. Antárctica Paulista e Companhia Cervejaria Paulista) e que isso está sendo resgatado. Para ele, a “água boa” da cidade foi outro fator importante para que esse mercado ganhasse tanto destaque. E essa mesma água é matéria–prima dos oito rótulos de linha que são comercializados pela Cervejaria Lund. Além destes, a indústria também fabrica alguns rótulos sazonais e tem uma média de produção de 40 mil litros por mês.

O público-alvo da cervejaria tem sido o mercado regional, “porém temos um distribuidor que está vendendo para várias outras cidades e para algumas redes de supermercados”. O famoso leão usado na marca de sua cerveja, segundo Yussif, é uma referência à cidade de Lund, que tinha em seu brasão um leão desenhado. “O empreendedorismo é um desafio e as pessoas dadas aos desafios nunca devem abandoná-los, porque por mais que seja um caminho um pouco mais difícil e pouco confortável, o retorno é muito maior”. O médico complementa que o empreendedor precisa pensar e traçar um projeto para o futuro. “Se não tiver esse projeto é melhor que não seja empreendedor”.

Paralelo a tudo isso, Yussif também encontrou tempo para atuar à frente do Sindicato dos Hospitais, Clínicas, Laboratórios e Demais Estabelecimentos de Saúde do Estado de São Paulo (Sindhosp). “Em 1996 iniciei a carreira como diretor do Sindhosp. Depois de 2000, assumi a gestão das clínicas de diálise. Com o passar do tempo subi na hierarquia do sindicato até que, em 2012, me tornei presidente”. Quando chegou nesse ponto, o tempo ficou escasso e o médico escolheu se dedicar à gestão. “O objetivo era conquistar mais eficiência e qualidade nos serviços de saúde”. O médico também atuou à frente da Federação dos Hospitais, Clínicas e Laboratórios do Estado de São Paulo (Fehoesp) e da Associação Brasi-leira dos Centros de Diálise e Transplante (ABCDT).

A indignação com a atual situação política do país somada à sensação de não se sentir representado por uma pessoa que ocupe um cargo político fizeram com que Yussif se tornasse candidato a deputado federal nas Eleições 2018. “A nossa plataforma de campanha foi eminentemente reformista. Porém, mesmo que eu não tenha sido eleito, nós guardamos a esperança de que os candidatos eleitos e reeleitos sejam tomados por esse espírito de reformas urgentes que o Brasil tanto precisa”.

Por Bruna Zanuto

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.