fbpx

O Hábito da Coragem

thiago franco


Thiago Franco
@thiagofranco.coach
abeeon.com/ thiago-franco 
Coach, consultor, professor e palestrante. Hoje seu principal foco é guiar pessoas para encontrar a melhor forma de se conectarem com seus valores, seus objetivos e com as pessoas à sua volta.

Medo é um freio, um sentimento paralisante que drena sua energia, te diz não. Não suba no palco, não converse com aquela pessoa que você gosta, não saia do celular, não procure outro trabalho. Olhe como você é gordo, feio, burro, ridículo, fracassado! Vai se expor e deixar todo mundo saber disso?

Dizem que temos medo do desconhecido. Eu digo que temos medo do fracasso conhecido: o deboche de sua aparência no trabalho, a humilhação de apanhar na escola, o desprezo de sua própria família, o desapreço por si mesmo por não sair do lugar. É exatamente onde mais dói que você se encolhe de medo. Medo é tudo aquilo que te diz não para o que você mais quer.

João Guimarães Rosa escreveu o clássico Grande Sertão: Veredas. Os termos “sertão” e “veredas” são denominações geográficas, mas utilizadas no livro – não por acaso – para representar o contraste entre o árido desconhecido e as entradas ou os caminhos conhecidos.

Se é difícil viver no sertão? “Sertão é onde o homem tem de ter a nuca dura e a mão quadrada”, diz o personagem Riobaldo. Se você pensou “Nossa, parece minha vida! ”, ótimo! Estamos em sintonia!

E por que ele definiu o sertão a partir do que ele demanda do homem e não pelo que ele é, propriamente dito? Porque não importa. Não importa o que vai vir pela frente, seja fome, sol, seca, jagunço, unha encravada, calvície ou demissão: você tem que ser mais forte.

E como ser mais forte? Criando coragem. Coragem é a antítese do medo e não se manifesta somente em quem troca tiro com jagunço. Ela está presente em cada passo difícil que fazemos: Começar (e continuar) uma academia, investir dinheiro, sair de um relacionamento, começar outro, empreender.

Na coragem está o “sim” que buscamos. Ela é o combustível que alimenta qualquer outra virtude, como aquelas que você queria e parecem tão distantes: Disciplina, determinação, paciência, etc. Cultive coragem e terá terreno fértil para qualquer transformação que desejar em sua existência.

Dei essa volta toda só para te convencer que coragem e medo são os grandes formadores dos hábitos. Quer mudar? Comece. Apenas entenda que não existe sucesso no começo do caminho. Um começo bem-sucedido é o que saiu da sua cabeça e agora existe. E não há fórmula mágica, você precisa criar sua vereda. Como? Aceite aquilo que Riobaldo aprendeu de menino sobre como enfrentar suas dificuldades: “Carece de ter coragem. Carece de ter muita coragem…”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.