Daqui pra frente todos os Negócios serão Startups

Debora e Thiago
Deborah Dorascienzi e Thiago Luzzi – Foto Rafael Cautella

Em algum momento da sua vida você já ouviu falar alguma coisa sobre Startup e não entendeu muito bem o que isso significa? Segundo Eric Ries, empreendedor do Vale do silício e autor do livro “The Startup Way”, Startup é uma instituição humana projetada para criar novos produtos e serviços sob condições de extrema incerteza.

Por ser uma instituição e não um produto, requer um novo tipo de gestão. Dessa maneira, uma Startup só pode ser gerida por pessoas empreendedoras, que são capazes de administrar com mais versatilidade, agilidade e inovação.

Há décadas as empresas se projetavam para crescerem de forma consistente. Para isso, desenvolviam mecanismos de gestão de governança para saberem lidar com o tamanho gigantesco que alcançavam. As equipes de inovação trabalhavam por anos num determinado projeto. Entretanto, com o advento da internet, novas tecnologias e a facilidade de informação sobre os mercados, o empreendedorismo foi democratizado. Com isso, o processo de inovação não pode mais se manter nos mesmos moldes.

Numa empresa tradicional, o departamento de inovação precisa apresentar projetos que têm pouca chance de dar errado e com alto retorno de investimento. Nesse sentido, fica difícil surgir boas ideias, afinal, se a ideia tem grande chance de dar certo, ela pode ser óbvia demais.

A Amazon, por exemplo, sabe bem como ser uma Startup. Ela consegue manter uma cultura disruptiva, não se limitando ao seu “business”, ou seja, ela já nasce com a característica de explorar várias frentes de mercados, e tem claramente a visão de que tudo que ela faz não será para sempre. Devido a esse mindset, ela consegue se manter como uma grande organização moderna, inovando sem medo de falhar. A regra é: se o projeto tem uma mínima chance de dar certo, é nele que vamos apostar. Afinal, eles estão atentos que o estado natural das coisas é a mudança, portanto inovar rapidamente é fundamental e lucrativo.

A boa notícia é que sempre viveremos em meio a grandes transformações. Diante disso, basta aceitar que as mudanças são eventos, que em sua maioria são positivos e entender que mudar pode ser no mínimo interessante.

É por vivermos neste ambiente que perfis empreendedores se fazem tão necessários. Por isso, nós da Empreende queremos que você entenda tudo o que está acontecendo no mercado e adapte-se às mudanças com facilidade. Pensando nisso, preparamos para esta edição uma matéria sobre Startups, e trazemos várias histórias de empreendedores para te inspirar, como a da Alice Salazar, nossa entrevistada de capa.

A Startup Alice atinge milhões de seguidores na internet e diversifica seus negócios em várias frentes, estando presente tanto no universo on-line como no mundo físico, através de suas unidades franqueadas e produtos com a sua marca própria. Veja como a democratização do empreendedorismo abre oportunidades para todo mundo. E você, vai empreender no quê?

Por Déborah Dorascienzi e Thiago Luzzi

Anúncios