fbpx

É Possível Criar mais Tempo?

Pedro Custodio


Pedro Custódio

abeeon.com/pedro-custodio 
Advogado que carrega o escritório na mochila, escreve e ajuda outros advogados a terem mais tempo e mobilidade.
imagem Pexels

A falta de tempo é algo comum. Provavelmente, essa semana mesmo, você ouviu algum amigo ou colega de trabalho reclamar disso. A vida agitada e as diversas tarefas que temos que cumprir fazem com que o dia fique pequeno mesmo.

Acho que o pior de não ter tempo não são as tarefas que vão se acumulando, mas sim deixar de fazer as coisas que são importantes para nós, como ler um livro, fazer uma caminhada, ligar para um parente distante ou aprender a tocar aquele instrumento que você sempre sonhou. Geralmente, são coisas simples, percebe?

Um paradoxo muito estranho, por sinal: aumentam-se as atividades, ganha-se mais dinheiro, mas não sobra tempo para aproveitá-lo.

Todo mundo tem em comum as 24 horas do dia. Apesar da contagem do tempo da forma como conhecemos hoje não ser tão antiga, acho que não vai dar para mudar isso. Pelo menos, não vejo motivos. Então, acho que a melhor maneira de encontrarmos mais tempo no nosso dia a dia é criá-lo.

Eu gosto muito da história de um escritor chamado John Grisham. Antes de se tornar best-seller, com vários livros publicados, Grisham trabalhava como advogado, de 60 a 70 horas por semana, em seu pequeno escritório. Como ele queria muito escrever e os compromissos de rotina ocupavam quase todo o seu tempo, o jeito era acordar mais cedo todos os dias, às 5 horas da manhã.

Enquanto a maioria das pessoas ainda estava dormindo, John tirava as histórias de sua cabeça e as colocava no papel. Depois, no horário comercial, seguia sua rotina no escritório normalmente, até que se tornou escritor em tempo integral e hoje tem mais de 40 livros publicados e mais de 300 milhões de cópias espalhadas pelo mundo em diferentes idiomas. Alguns livros, inclusive, inspiraram filmes, como o “The Firm”, estrelado por Tom Cruise, em 1993.

Depois que li a história de John, fiquei inspirado a criar mais tempo em minha rotina também. Passei a acordar às 5 horas. Só aí ganhei duas horas e meia no meu dia e, enquanto a maioria das pessoas ainda está na cama, já comi uma maçã, me exercitei, fiz minha oração, assisti a alguma palestra interessante, li um trecho do livro da semana e organizei minhas tarefas. Começo o dia muito mais motivado e cheio de ideias.

A gente se acostuma a reclamar da falta de tempo, mas esquecemos de que o controle disso, respeitando a realidade de cada um, está em nossas mãos. Por isso, não fique esperando o dia em que terá mais tempo. Acho que isso só vai acontecer quando você se aposentar – se é que não vai gastar todo o seu tempo com os netos.

Se organize e crie tempo na sua agenda agora.