Plataforma de Mobilidade para Mulheres chega a Ribeirão Preto

NOME DA FOTO?
imagem pexels

Empresa aposta em mobilidade urbana como ponto de partida para impactar a jornada da mulher e app dispõe de recurso de reconhecimento facial para aumentar segurança durante as viagens

A primeira plataforma digital do país voltada exclusivamente para a mobilidade do público feminino chegou a Ribeirão Preto no último dia 29. Depois de Porto Alegre e Belo Horizonte, a Venuxx inaugura a sua nova praça em uma das maiores cidades do interior do Estado de São Paulo que conta com 700 mil habitantes. A proposta é garantir o deslocamento de mulheres com segurança e, ao mesmo tempo, oferecer uma fonte de renda adicional para as interessadas em se tornarem motoristas.

A Venuxx tornou-se conhecida no Brasil com a criação de um aplicativo de transporte no mesmo formato dos já existentes, mas com dois grandes diferenciais: clientes e motoristas devem ser do sexo feminino e a oferta de uma taxa de remuneração paga a motoristas que está bem acima daquela paga pelos aplicativos de transporte tradicionais.

Normalmente, os aplicativos mais conhecidos do mercado cobram taxas dos motoristas que variam de 15% a 35% do valor da corrida. A Venuxx, atualmente, recebe apenas R$ 1,00 de cada motorista por viagem, independentemente do valor da corrida.

Hoje, a empresa já conta com cerca de 7,5 mil motoristas nas praças onde atua. Nos últimos dois anos, já foram feitos mais de 70 mil downloads do aplicativo, dos quais 20 mil só neste ano.

A empresa entende que a mulher tem uma jornada complexa e se propõe a ser uma facilitadora. A ideia é contribuir não só com o deslocamento de um ponto ao outro da cidade, mas também para auxiliar a ida a um supermercado, reuniões de trabalho, levar filhos à escola, entre outras atividades.

Desafios

“Hoje, motoristas mulheres representam uma média de 15% do total de quem dirige aplicativos de mobilidade. Nossa proposta é trazer mais mulheres para o mercado de trabalho. Principalmente as que buscam maior flexibilidade na jornada de trabalho e independência financeira. De forma geral, queremos fortalecer a mulher dentro do mercado de trabalho”, afirma Gabrielle Jaquier, COO da Venuxx.

A criação do aplicativo da Venuxx está ligada diretamente a criação de um ecossistema único que facilite a vida das mulheres, usando a mobilidade urbana como ponto de partida. O app também ajuda a mitigar situações de violência contra a mulher durante a sua locomoção pelas cidades. Uma pesquisa realizada este ano pelo Instituto Patrícia Galvão/Locomotiva com 1.081 mulheres mostrou que 97% delas já foram vítimas de algum tipo de agressão, física ou moral, durante o uso de transporte público ou por aplicativos.

Uma das novidades mais recentes criadas pela empresa para garantir a segurança de motoristas e passageiras, e a diminuição do número de fraudes, foi a implantação do reconhecimento facial. A função consiste em atrelar o rosto das condutoras e passageiras, por meio de uma foto, ao CPF, confirmando, dessa forma, a identidade da mulher. Assim que o cadastro é aprovado, a tecnologia da Venuxx passa a monitorar em tempo real o rosto que está na frente do celular. A função previne que as motoristas e clientes sejam vítimas de fraudes, roubos e furtos.

Mais do que um app de transporte

O objetivo é ir além de ser uma espécie de Uber para mulheres, que conecta de um ponto a outro da cidade, mas agregar à plataforma produtos e serviços para o público feminino. “A mulher tem uma série de atividades ao longo do dia que são questões intra familiares, como levar os filhos às escolas, ao médico ou ir ao supermercado e já pensamos de que forma poderíamos, dentro do nosso aplicativo, nos tornar um ecossistema único para conectar produtos e serviços e facilitar o dia a dia e a vida da mulher”, conta a COO da Venuxx.

Ribeirão Preto

A chegada da Venuxx a Ribeirão Preto faz parte do processo de expansão da empresa. Desde o dia 15 de julho, a empresa iniciou o processo de cadastro de mulheres que queiram trabalhar como motoristas do aplicativo. O cadastro pode ser feito pelo app da empresa. Durante a seleção, as motoristas são entrevistadas uma a uma pela empresa, ou seja, a adesão não é automática.

“Ribeirão Preto é uma praça que sempre solicitou bastante nossos serviços. Identificamos que na cidade existem mulheres que estão carentes de um serviço como esse. A extensão geográfica de Ribeirão permite que tenhamos maior capilaridade de motoristas para atender a região” diz Gabrielle.

Além da abertura de uma nova praça, a presença da Venuxx em Ribeirão Preto também tem outro motivo: a empresa está fisicamente na cidade, participando do segundo ciclo de aceleração da Pluris Aceleradora. A Pluris está instalada no Instituto SEB, braço de investimento social do Grupo SEB, maior grupo de educação básica do Brasil e sexto maior do mundo. O foco da empresa de Ribeirão Preto está no desenvolvimento de competências empreendedoras e criação de negócios sustentáveis.

Sobre a Venuxx

A Venuxx é uma plataforma digital que nasceu em 2016 e após participar de processos de aceleração recebeu aporte da Bossa Nova Investimentos. Tem como proposta conectar exclusivamente mulheres (passageiras e motoristas), sendo uma alternativa para que elas exerçam o seu direito de ir e vir com segurança, para que tenham sua independência financeira e facilitem a sua jornada. Presente em capitais como Porto Alegre e Belo Horizonte, a empresa pretende criar um ecossistema único com serviços, produtos e outras necessidades das mulheres. A Venuxx acredita que a mobilidade urbana é o ponto de partida para impactar positivamente o público feminino e se baseia em três pilares: social, econômico e ambiental.

SOBRE A PLURIS

Sediada em Ribeirão Preto, no Instituto SEB, braço de investimento social do Grupo SEB, maior grupo de educação básica do Brasil e um dos maiores do mundo, a Pluris oferece um ambiente vibrante para o desenvolvimento de competências empreendedoras e criação de negócios sustentáveis. A aceleradora busca empresas em estágio inicial e que precisam de ajuda para dar os primeiros passos (early stage), e empresas em estágio de crescimento (growth) e que desejam ampliar sua participação de mercado.

Com duração de cinco meses, o programa apoia prioritariamente negócios nos segmentos de educação e impacto social, sem deixar de considerar bons projetos de outros segmentos.

Este conteúdo de divulgação comercial é fornecido
Por Ana | Sky Comunicação
e não é de responsabilidade de revistaempreende.com.br