É de Pequeno que se Aprende a Empreender

Davi Braga – foto Deise Oliveira

Conheça a trajetória de Davi Braga que, para facilitar a vida dos pais na hora de comprar o material escolar, criou sua primeira startup com apenas 13 anos de idade

Você lembra o que fazia aos 13 anos de idade? Talvez jogasse futebol com os amigos na rua, brincava com a irmã mais nova de experimentar as roupas da mãe, calçava os grandes sapatos do pai para sair andando pela casa. Pois aos 13 anos, o alagoano Davi Braga “brincou” de criar a sua primeira startup. O List-It surgiu das observações que o menino fazia quando o assunto era a compra do material escolar.

“A ideia surgiu com base em um problema que eu encontrei da minha mãe e de várias outras mães na hora de pesquisar a lista de material escolar. Identificando o problema, escrevi no papel quais seriam as possíveis soluções e desenvolvi, a partir desse esquema que eu fiz, um site simples e básico, que de alguma maneira resolvia o problema das mães, porque facilitava o processo de compra do material escolar”, explica Davi, hoje com 18 anos e vivendo novamente na Flórida, Estados Unidos, onde cursa faculdade de Business. Antes, aos 16, estudou e morou em uma escola no estado de Massachusetts.

Empreender não era algo tão estranho na família Braga. Segundo Davi, que é filho do empresário e investidor João Kepler, são vários os casos de empreendedorismo dentro de casa, mas não bastava apenas se apoiar na tradição familiar. “Eu tive que fazer com que aquela veia empreendedora se tornasse algo muito maior, então, por mais que eu já tenha, de alguma maneira, nascido empreendedor, e a prova disso são as características que eu tenho desde moleque – sempre fui questionador, sempre fui criativo, sempre fui líder –, mas para fazer que esta atitude crescesse dentro de mim, foram necessários muito esforço e muito empenho”, reconhece.

Davi Braga – foto Deise Oliveira

E se criar um novo negócio pode parecer algo intimidador para boa parte dos adultos, imagine como é isso para um menino de 13 anos? “No início, quando você começa a empreender, de alguma maneira sempre fica um pouco intimidado. Independentemente de sua idade, você pode ter 30 anos, pode ter 40 anos, quando você não tem muito resultado, as pessoas olham estranho para você. Imagine a minha situação, quando eu comecei a minha empresa? As pessoas me olhavam mais estranho ainda! Então eu me senti muito intimidado no início. Mas depois que comecei a apresentar resultados, que o List-It começou a trabalhar em mais cidades, começou a faturar, consequentemente, as pessoas passaram a me respeitar mais e a me olhar com outros olhos”, relembra.

Na prática, o List-It funciona com base numa lógica invertida de comércio eletrônico, ou seja, os pais entram na plataforma, colocam sua cidade, seu Estado, a escola e a série de seus filhos e aparece automaticamente toda a lista de material escolar já selecionada, sem a necessidade de clicar item por item, apenas se retira o que não quer. “Nos primeiros anos, eu tinha meus correspondentes nas cidades, e eles eram os responsáveis por ir em busca dos parceiros fornecedores do material escolar, ir em busca das listas de material escolar e adicioná-las ao sistema”, explica Davi, que chegou a ter 57 cidades brasileiras integradas ao negócio, mas aí veio a primeira mudança para os Estados Unidos e surgiram novos desafios. “Eu parei de dar atenção total ao meu negócio, e quando você não dá atenção, as coisas começam a diminuir e foi de fato o que aconteceu. Eu não tinha mais estrutura e nem tempo para tocar o negócio da maneira como eu queria, pois estava focado nos meus estudos”, diz.

Novos Rumos

Agora, em 2019, Davi garante que fechou um ciclo após cinco anos de List-It, com a associação com outra marca, a Eskolare. “Com esta união, agora eu não tenho mais nenhuma responsabilidade operacional com a ferramenta, ou seja, a minha responsabilidade agora é apenas como embaixador da marca, e obviamente, a Eskolare quer usar o meu know-how, minha experiência, aquilo que eu sei neste mercado, para crescer cada vez mais, mas eu não sou diretor, eu não sou nada do tipo”, explica. Criada há dois anos, a Eskolare desenvolve lojas virtuais para instituições de ensino, onde os pais podem comprar de uniformes a excursões e, a partir de agora, as listas de materiais escolares integradas ao List-it.

Mas não pense que Davi Braga pretende parar por aí em sua jornada empreendedora. “Eu sou empreendedor, sou viciado em criar negócios e soluções para problemas existentes, é isso o que eu gosto de fazer, é isso o que eu vou continuar fazendo por muito tempo”, diz. “Também tenho meu propósito de compartilhar o empreendedorismo como eu acredito, para a maior quantidade de pessoas que eu posso. Com certeza vou continuar lançando livros, compartilhando aquilo que eu acredito. Novos livros, novos negócios, muita coisa virá por aí”, garante o autor do livro “Empreender Grande Desde Pequeno”, lançado em 2018.

Davi Braga – foto Deise Oliveira

Por Angelo Davanço