Os desafios do Mercado Jurídico em 2020

Tauan Mendonça, headhunter e sócio da VITTORE Partners – Divulgação

O próximo ano reserva desafios e oportunidades para profissionais do Direito no Brasil. Assim como já se espera para diversas áreas, a tecnologia deve forçar o setor a se reestruturar em 2020, exigindo novos modelos de negócios e perfis profissionais mais flexíveis e capazes de se adaptar às mudanças.

Mesmo que ainda de forma tímida, a automação e estruturação de dados já é uma realidade na advocacia brasileira. Contratos digitais, processos e petições eletrônicas desenvolvidos a partir de inteligência artificial e intimações enviadas por WhatsApp, são alguns exemplos de como o Direito vem buscando se adaptar às novas tecnologias e às expectativas dos clientes.

As pessoas esperam soluções cada vez mais ágeis, nesse sentido, tudo que busque simplificar e estreitar a relação com o cliente deve despontar nos próximos anos – e, sem dúvidas, a tecnologia é uma aliada.

Entretanto, um dos principais fatores que deve influenciar o mercado jurídico em 2020 é a entrada em vigor da lei 13.709/18, mais conhecida como LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados). A regulamentação, inspirada na GDPR (sigla em inglês para Regulamento Geral de Proteção de Dados) europeia, determina que dado pessoal é toda informação relacionada a pessoa natural “identificada” ou “identificável”, e estabelece que o tratamento desses dados deve atender a alguns princípios de privacidade.

Por isso, principalmente as áreas de Direito Digital e de Proteção de Dados têm uma oportunidade importante. Com a LGDP em vigor, muitas empresas irão necessitar do suporte desses escritórios: primeiro, para fazer uma análise de risco, em que serão identificadas possíveis vulnerabilidades da empresa em relação ao armazenamento e tratamento de dados, e depois, a implementação da lei dentro da companhia, que também deverá envolver profissionais de Tecnologia da Informação e consultorias de transformação digital.

Seguindo a tendência dos últimos anos, a área de compliance também deve continuar com alta demanda de profissionais. Depois dos recentes escândalos de corrupção, as empresas abriram os olhos para a necessidade de um profissional que implemente mecanismos de proteção à administração pública.

Outra área que estará em alta é a do Direito Tributário, devido a tamanha complexidade dos impostos no país e também porque a Reforma Tributária deve ser uma das principais apostas do governo no próximo ano. Com ela, muitas mudanças devem surgir, demandando um olhar atento dos profissionais jurídicos.

Por conta da crise, houve muitas quebras contratuais – empresas fechando, demissão de funcionários, etc. Isso gera muitos processos na área cível, ainda mais após a aprovação da Reforma Trabalhista, o que envolve Direito Administrativo, Bancário, entre outros. Assim, esse se torna outro importante nicho de atuação dentro do segmento.

Por fim, para 2020, os profissionais do mercado jurídico deverão saber olhar para as novas tecnologias e se adaptar a um novo modelo de trabalho, já que a tecnologia vai efetivamente mudar o formato de trabalho que temos hoje. É sempre importante estar atualizado e buscar oferecer soluções simples para o cliente. Os desafios, de fato, são grandes, mas oportunidades podem ser maiores ainda! Que venha 2020!

Tauan Mendonça é advogado e pós-graduado em gestão de negócios pela Fundação Dom Cabral. É headhunter e sócio da VITTORE Partners, consultoria de recrutamento especializada nos mercados Jurídico, Tributário, Compliance e Relações Governamentais.

Sobre a VITTORE Partners

Consultoria boutique no recrutamento especializado nas áreas Jurídica, Tributária, Anticorrupção e de Assuntos Corporativos. A empresa nasceu em outubro de 2013, com a missão de ser os olhos de seus clientes no mercado e, sendo assim, tornar-se uma profunda conhecedora das movimentações em suas áreas de especialização. A VITTORE tem como foco principal o recrutamento para cargos de top management, sendo posições em níveis de gerência, diretoria e vice-presidência.

Este conteúdo de divulgação comercial é fornecido
Por Lais Pagoto | InformaMidia
e não é de responsabilidade de revistaempreende.com.br