#HeadLines


Web Summit 2019

Lisboa, em Portugal, se transformou na capital mundial da tecnologia, entre os dias 4 e 7 de novembro de 2019, ao realizar o Web Summit, evento que ocorre anualmente e reúne os principais atores do ecossistema de inovação e empreendedorismo do mundo.

Com o número recorde de participantes, foram mais de 70 mil congressistas de 163 países, sendo 46,3% de mulheres, superando o número de todas as edições anteriores.

O evento contou com a presença de 1.206 palestrantes, 2.150 startups e mais de 1.200 investidores. Segundo os organizadores, houve um aumento de investidores com foco nas Startups. O Brasil foi um dos países que atraiu muito a atenção do público investidor, através das mais de 140 Startups participantes do evento.

Um dos temas em alta durante o evento foi a privacidade de dados pessoais. O palestrante Edward Snowden se apresentou remotamente por meio de um telão no palco, e explicou as motivações que o levaram a denunciar o maior esquema de espionagem da CIA. “O modelo de negócio é abusivo”, disse Snowden, sobre as megaempresas de tecnologia como Facebook, Amazon e Google.


Comportamento Anticompetitivo

Em dezembro de 2019, o Google recebeu da França uma multa de 150 milhões de Euros. Segundo a autoridade de concorrência da França, a empresa pratica comportamento anticompetitivo, além da falta de clareza nos anúncios na página do Google Ads.

Em uma coletiva de imprensa, a chefe da autoridade francesa, Isabelle de Silva, afirmou ser “extraordinário, o fato do Google ter uma participação de 90% no mercado de publicidade digital”.

imagem pixabay

Sistema de Pagamentos Instantâneos

Enviar e receber dinheiro em menos de 10 segundos, durante 24 horas por dia, sete dias por semana, será possível no país a partir de novembro de 2020, quando está prevista a implementação do ecossistema de pagamentos instantâneos no Brasil. As instituições financeiras já estão se preparando para aderir ao sistema e investem em infraestrutura, tecnologia e discussões técnicas para padronizar e organizar uma plataforma de pagamentos instantâneos dentro de um ambiente de segurança para os clientes.

“A nossa meta é fazer com que uma transação realizada pelo sistema de pagamento instantâneo leve até, no máximo, 10 segundos”, afirma Leandro Vilain, diretor de Negócios e Operações da FEBRABAN. Hoje, 95% das TEDs acontecem geralmente em até 5 minutos, apesar de o prazo estabelecido na regulação ser de até 30 minutos. ”

A partir de fevereiro de 2020, estará disponível, no Banco Central, o ambiente de testes de conectividade com as potenciais instituições participantes. Em junho, todas as instituições iniciam os primeiros testes relacionados à implementação do sistema de pagamentos instantâneos.

imagem divulgação

Gerente da Supera Incubadora na Rússia

Saulo Rodrigues, gerente da Supera Incubadora de Empresas de Base Tecnológica, ligada ao Supera Parque de Ribeirão Preto, esteve em Sochi, na Rússia, entre os dias 1º e 4 de dezembro, participando do Winter Island – evento que contou com a participação de empreendedores e especialistas de diversos países. O objetivo do evento foi reunir o maior número possível de startups, especialmente as mais maduras, e colocá-las em contato com especialistas do mundo inteiro. Houve a participação de representantes da China, Japão, Tailândia, Estados Unidos, entre outros países.

“A ideia foi que os especialistas ajudassem as startups, os agentes do ecossistema e as empresas de recursos humanos a entender um pouco mais sobre as possibilidades de cada mercado. Fui convidado para representar o Supera Parque, como especialista de mercado da América do Sul e, claro, do mercado brasileiro”, conta o gerente. Na visão de Saulo, os negócios entre Brasil e Rússia podem ser intensificados. “O mercado russo tem uma grande disponibilidade de recursos financeiros, um mercado muito arrojado e que oferece muitas possibilidades. Mas há uma barreira, que é a linguística mesmo. Muitos russos não falam fluentemente inglês, e no Brasil isso também é muito comum. Fica o desafio de melhorarmos nossas condições linguísticas e as condições culturais. Entretanto, as possibilidades de interação são muito grandes”, finaliza.


CADE autoriza compra do Estante Virtual

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou, em dezembro de 2019, o processo de aquisição do marketplace de livros Estante Virtual pela rede varejista Magazine Luiza.

A decisão foi publicada no Diário Oficial da União, com o parecer de que a fusão entre as duas empresas não coloca em risco o equilíbrio do mercado. Essa transação representa uma oportunidade de expansão no comercio eletrônico do Magazine Luiza.


Valor exportado pela Região de Ribeirão Preto aumentou 10 vezes

Estudo evolutivo sobre comércio exterior, desenvolvido pelo Núcleo de inteligência da ACIRP – Associação Comercial e Industrial de Ribeirão Preto, aponta aumento no valor exportado das commodities na Região Administrativa de Ribeirão Preto (RA11), no interior do Estado de São Paulo

De 1997 a 2019 o valor exportado na região, em dólares, cresceu 937%, ou seja, ficou dez vezes maior. A média anual de crescimento ficou em 14,5%. Além do aumento do volume de exportações, teve destaque a elevação de preço de boa parte dos produtos da região, sobretudo daqueles relacionados ao setor sucroenergético. Adicionalmente, não se considera nesse valor a inflação em dólares no período. A participação dos produtos relacionados ao agronegócio no total exportado saiu de 63% em 1997 para 70% em 2019. Embora aparente ser pequeno, o ganho de participação do setor o consolidou como carro chefe das exportações na região, e veio com a inclusão de novos produtos. A soja e o amendoim, que no início da série não tinham qualquer valor exportado, passaram a representar 11,9% e 4,7% do total exportado em 2018, e garantiram lugares entre os produtos mais representativos na região. Em âmbito nacional, a China lidera no ranking de valor de importação de produtos do agronegócio brasileiro, com US$ 25,8 milhões. Os dados, de 2019, são da CNA (Confederação da Agricultura e Pecuária no Brasil).


Alteração de ICMS para equipamentos do agronegócio

O Governador João Doria assinou no dia 19 de dezembro, um decreto que faz alterações no ICMS para a aquisição de máquinas importadas no Estado de São Paulo. As medidas beneficiam setores importantes, conferindo maior competitividade ao agronegócio, diretamente à indústria de alimentos paulista, mas com impacto em toda a cadeia produtiva. Os setores beneficiados, direta ou indiretamente, além de responsáveis pelo abastecimento alimentar, contribuem fortemente para a geração de emprego e renda nos meios rural e urbano.

Os setores de leite e derivados, frutas secas, moagem e produtos de origem vegetal passarão a contar com benefícios de ICMS para a aquisição de equipamentos. Entre as mudanças estão a desoneração do imposto incidente na importação de máquinas sem similar nacional; anteriormente a alíquota variava entre 18 a 12%. No caso de aquisição direta de fabricante localizado no Estado de São Paulo o creditamento do imposto incidente passa a ser à vista; até então o pagamento era feito apenas após quatro anos. Fica alterada também a exigência do imposto incidente no desembaraço aduaneiro de bens. No caso de produto sem similar produzido no país, o imposto deverá ser pago apenas no momento da entrada no estabelecimento do importador.

“As mudanças irão beneficiar produtores rurais e famílias que se dedicam à produção da matéria-prima para a indústria de alimentos e bebidas. Estas últimas, responsáveis pela geração de milhões de empregos, passam a ter mais razões para se instalar em São Paulo, além de todo o benefício logístico e proximidade das áreas de produção. Neste governo, focado no modelo liberal e na modernização, o produtor rural paulista pode acreditar e contar com o reconhecimento do Estado às suas atividades”, ressaltou o secretário de Agricultura e Abastecimento, Gustavo Junqueira.


Encontro das AgTechs

Mais de uma dezena dessas empresas, majoritariamente da região de Ribeirão Preto, se apresentaram no mês de dezembro de 2019 no 2º AgTech Day, promovido pela Lidera Consultoria e ESALQtech com o apoio da Associação de Engenharia, Arquitetura e Agronomia de Ribeirão Preto (AEAARP).

Cerca de 50 avaliadores, dentre eles profissionais de engenharia, agronomia, investidores, administradores e professores universitários, analisaram as startups que participaram do evento. Eles consideraram quesitos como inovação, organização, apresentação etc. Apresentaram-se empresas de fertilizante, controle biológico e prestadores de serviço, como uma plataforma que oferece instalação de sistema fotovoltaico no modelo dos apps de transporte individual.

“Cheguei aqui refletindo que as imposições da quarta revolução industrial resultariam no fim das possibilidades de trabalho no campo e sairei certo de que um novo mundo de oportunidades se abre para o futuro”, observa o engenheiro mecânico Josenildo Melo, de Uberaba (MG) que, assim como o professor Eliseu Martins, reitor do Centro Regional Universitário de Espírito Santo do Pinhal (UniPinhal), foi um dos avaliadores no 2º AgTech Day Ribeirão Preto. Eliseu admira a inspiração dos empreendedores, mas considera que devem ser mais realistas em relação aos seus produtos e à organização de suas empresas.


Prêmio Líderes do Brasil

O Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo, recebeu na noite do dia 9 de dezembro de 2019, empresários, CEOs, presidentes e outras lideranças corporativas para a cerimônia de entrega da 9ª edição do Prêmio Líderes do Brasil. Promovido pelo LIDE – Grupo de Líderes Empresariais, a premiação é o maior reconhecimento nacional do talento, da competência e do comprometimento das empresas e respectivos executivos. O evento teve a presença do governador paulista João Doria, seu vice Rodrigo Garcia, os governadores sergipano Albano Franco e goiano Marconi Perillo e secretários estaduais, entre outras autoridades. Em uma emocionante interpretação, o Hino Nacional Brasileiro foi cantado por Luciana Mello. “O Prêmio Líderes do Brasil destaca anualmente a importância de empresas e gestores que, no dia a dia, buscam superar desafios e atingir bons resultados em seus negócios, tornando-se merecidamente referências dos setores em que atuam e fontes de inspiração para toda a sociedade”, disse Luiz Fernando Furlan, chairman do LIDE. Ex-ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, Furlan foi o Homenageado Especial, devido sua trajetória como exemplar empresário, administrador e cidadão brasileiro, que nunca se esquivou de enfrentar – e vencer – desafios.

Indicados pelo júri oficial, entre os premiados em 33 categorias estão o CEO David Vélez, do Nubank, em “Startup”; o CEO Renato Franklin, da Movida, em “Serviços”; o diretor–geral da Airbnb no Brasil, Leonardo Tristão, em “Turismo”; o CEO Marcos Lutz, da Cosan, em “Grupos Econômicos”; o CEO John Rodgerson, da Azul, em “Logística e Transporte”; o presidente Pedro Bueno, da Dasa e da Ímpar, em “Gestão Inovadora”; o diretor-executivo Noël Prioux, do Carrefour Brasil, em “Varejo”; o diretor de Expansão e cofundador Ricardo Bechara, da Rappi no Brasil, em “Inovação em Serviço”; o presidente do Conselho Carlos Eduardo Sanchez, da EMS, em “Indústria Farmacêutica”; o ministro Tarcísio Gomes de Freitas, do Ministério da Infraestrutura, em “Gestão Pública”; e Yoonie Joung, presidente da Samsung, que faz sua primeira aparição pública em um evento de premiação corporativa como novo dirigente da gigante sul-coreana no Brasil, contemplada em “Eletroeletrônicos”.