Carnaval: como a Tecnologia mudou a forma de Comprar e Vender na Folia

divulgação

Além de ser uma festa muito importante para o calendário e a cultura do Brasil, o Carnaval é um verdadeiro combustível para a Economia do país. A Confederação Nacional do Comércio prevê que as celebrações deste ano vão movimentar R﹩ 8 bilhões, o que seria o maior valor desde 2015.

Trata-se, portanto, de uma grande oportunidade para comerciantes em geral aumentarem suas receitas e ter fôlego para o resto do ano. Mas, para isso, é importante se atualizar das tendências de consumo dos brasileiros.

A tecnologia não mudou apenas nossa maneira de se comunicar, trabalhar e se locomover. Celebrações tradicionais de diversas culturas pelo mundo também vêm se transformando com a digitalização do nosso modo de viver. No Carnaval, não é diferente.

Seja no Sambódromo, nos blocos de rua ou nos trios elétricos, as transformações tecnológicas estão presentes, modificando principalmente nossa forma de consumir antes e durante a folia.

Confira algumas mudanças que a tecnologia trouxe à nossa forma de comprar e vender no Carnaval:

• Adeus, dinheiro vivo!

Para quem gosta de celebrar o Carnaval nas ruas, andar com dinheiro vivo no bolso sempre foi um problema. Em locais de aglomeração, aumentam as chances de perder notas e moedas, sem contar o inconveniente de ter que abrir a carteira e contar dinheiro toda vez que for comprar alguma coisa.

Nos últimos tempos, vendedores ambulantes autorizados começaram a se adequar aos avanços tecnológicos e passaram a andar com maquininhas de cartão. Para 2020, com o crescimento dos cartões que realizam pagamentos por aproximação , a tendência é de mais segurança e menos demora na hora de comprar.

“Os pagamentos por aproximação são mais seguros porque em nenhum momento o cartão sai da sua mão. Sem contar a rapidez, já que nem sempre será necessário colocar a senha. No entanto, justamente por essa questão da senha, é muito importante guardá-lo num local extremamente seguro para evitar furtos”, afirma João Pedro Tonini, VP de tecnologia e produtos da Wirecard Brasil.

• Adeus, calote!

Se você estiver curtindo a folia em um grupo de amigos, provavelmente as despesas com comidas e bebidas serão divididas. Com as contas digitais, fazer transferências ficou muito mais simples e rápido. Isso facilita na hora da divisão dos custos, evitando os famosos “calotes” e prejuízos para quem ficou responsável por fazer as compras.

Para quem é comerciante, receber pagamentos por meio de carteiras digitais é uma ótima opção para melhorar a experiência do cliente e aumentar ainda mais as receitas. Além da praticidade de comprar pelo QR Code, podendo deixar os cartões em casa, o consumidor muitas vezes tem acesso a descontos ou cashbacks que o incentiva a utilizar essas plataformas de pagamento.

• Adeus, filas e aglomerações!

O Carnaval de rua brasileiro é um show de criatividade. Fazer a própria fantasia é uma tradição muito antiga e importante da festa, por isso, grandes centros comerciais costumam ficar lotados nessa época do ano. Mas nem tudo está perdido para quem quer curtir a folia com estilo, mas não tem tempo de encarar as lojas cheias.

Muitos comerciantes vêm utilizando o Instagram para anunciar seus produtos especiais de Carnaval: camisetas com frases engraçadas, adereços, glitter, tintas… Sem filas e sem stress, você pode montar sua fantasia de modo personalizado e festejar com mais estilo.

“Para o comerciante, é essencial se adequar a essas mudanças na maneira de consumir para não ficar para trás. Festas como o Carnaval são uma oportunidade excelente de aumentar as vendas e fazer mais clientes. Por isso, é importante investir na experiência do consumidor e facilitar o momento da compra”, aponta João Pedro Tonini.

Sobre a Wirecard

A Wirecard (GER:WDI) é uma das plataformas digitais na área de comércio financeiro que mais crescem no mundo. Oferecemos a empresas e consumidores um ecossistema com valor integrado em constante expansão, construído em torno de pagamentos digitais inovadores por meio de uma abordagem B2B2C integrada. Esse ecossistema concentra-se nas áreas de pagamento e risco, serviços bancários de varejo e transações, fidelidade e cupons, análise de dados e aprimoramento da taxa de conversão em todos os canais de vendas (online, celular e ePOS). A Wirecard opera instituições financeiras regulamentadas em vários mercados importantes, além de deter licenças de todas as principais redes de pagamentos e cartões. Além disso, a Wirecard está listada na Bolsa de Valores de Frankfurt (DAX and TecDAX, ISIN DE0007472060). Siga no Facebook @WirecardBrasil e no Linkedin @wirecardbrasil

Este conteúdo de divulgação comercial é fornecido
Por Gustavo Boldrini | About Comunicação
e não é de responsabilidade de revistaempreende.com.br