fbpx

Conhecimento é Poder

Deborah e Thiago – foto: Guilherme Bordini

Veja a descrição desta cena: uma pessoa dorme em 1995 e acorda depois de 25 anos, no ano de 2020. Essa pessoa certamente ficará surpresa com as mudanças tecnológicas, especialmente com a maneira como acessamos o conhecimento e nos comunicamos. Há 25 anos, não era possível fazer uma pesquisa no Google, não podíamos nos comunicar com tanta gente ao mesmo tempo, como fazemos hoje nos grupos de WhatsApp. Telefone sem fio era para poucos, e esse aparelho era usado apenas para fazer ligações. Hoje, com os smartphones, tiramos fotos, compartilhamos nossas experiências nas redes sociais, gerenciamos nossa agenda, trocamos e-mails, fazemos chamadas de vídeos e, eventualmente, realizamos ligações.

É claro que sempre houve mudança, mas não na quantidade e velocidade que nós experimentamos nos últimos 25 anos. Se em 2020 essa pessoa resolver empreender, todo o conhecimento que ela adquiriu sobre administração não será suficiente para criar e manter um negócio. É preciso aceitar que a forma como acessamos o conhecimento, hoje, não é mais como antigamente. Ou seja, o conhecimento não é mais fixo e estático, o conhecimento agora é dinâmico, e por isso muda a todo momento, conforme os avanços da ciência moderna. Entretanto, o que não mudou é o fato de que conhecimento é poder. Sendo assim, é preciso aprender onde buscar conhecimento, como ter acesso a conteúdo de qualidade e como transformar a informação em algo útil para sua vida.

A Revista Empreende é mais um canal onde você pode aprender com empreendedores que sabem lidar com essa nova era e estão inovando ao criar novas maneiras de trabalhar e diversificar seus negócios, sempre aproveitando o máximo de seu potencial intelectual para usufruírem de uma vida mais rica em experiências e propósito.

Por falar em propósito, nossa entrevistada de capa, Nathalia Arcuri, abandonou uma carreira de sucesso na televisão para seguir seu propósito de ensinar o povo brasileiro a ter uma vida financeira saudável. “Meu principal objetivo sempre foi transformar a vida financeira de todos os brasileiros e diminuir – e quem sabe, um dia, acabar com – a desigualdade social”, diz.

Nathalia é do tipo que não deixa o medo da mudança ser maior que a coragem de fazer algo que realmente valha a pena. Ou seja, entre ficar rica e salvar o mundo, ela opta pelos dois.

Agricultura 4.0

Seguindo o ritmo atual de mudanças, a agricultura 4.0 está causando uma verdadeira revolução no campo. “As tecnologias permitem a otimização dos insumos e a melhora da produtividade, com análise conjunta de todas as variáveis disponíveis em tempo real. A utilização de Blockchain, por exemplo, permite a rastreabilidade do campo para a mesa. Outros recursos mostram o campo por cima, com imagens enviadas por satélites cada vez menores e mais baratos. A tecnologia permite monitorar as plantações por meio de aplicativos para smartphone, com relatórios acessados a qualquer momento pelo produtor. Estes recursos, que transformam nossas fazendas em coloridas figuras geométricas nas telas de computadores, tablets e celulares, modificam rapidamente a produção agropecuária no Brasil”, analisa João Carlos Marchesan, presidente do Conselho de Administração da Abimaq – Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos.

Confira nesta edição a matéria especial sobre as inovações no agronegócio. Você vai se surpreender com as tecnologias de ponta que estão sendo aplicadas no campo brasileiro.

Bora iniciar a leitura para turbinar o cérebro e obter novos insights?


Por Déborah Dorascienzi e Thiago Luzzi