Gabi Luthai dá Show como Cantora, Youtuber e Empreendedora

Gabi Luthai – divulgação

Talentosa e determinada, a jovem influenciadora recusa rótulos, toma as rédeas da própria carreira e diversifica atividades

CCompletando 27 anos no mês de março, Gabi Luthai se destaca na multidão de rostinhos bonitos e memes típicos das celebridades digitais, indo muito além dos números para se consolidar como uma influenciadora de credibilidade. Ela pode cantar, compor, dançar, atuar, falar do seu próprio estilo de vida, criar estratégias digitais e gerir a própria carreira na cultura e no mundo da beleza. Suas redes sociais são valiosas e ela tem mais de 2 milhões de seguidores no Instagram e 2,5 milhões de inscritos no YouTube, com direito a parcerias e patrocínios de marcas importantes. Sua carreira está em curva ascendente.

Gabi nasceu em Araxá (MG), tem apenas 1,56 m de altura, mas é dona de ideias grandes e de uma energia realizadora. Fala com bastante rapidez, clareza, embasamento e força de opinião. Como uma típica representante dos millennials, ela praticamente nasceu digital e multiplataforma, com o trunfo de diferentes talentos. Sempre gostou de cantar e teve sua primeira experiência musical com uma banda de pagode no colégio. Aos 14 anos, mudou-se para o Rio de Janeiro com o objetivo fi xo de estudar para passar no vestibular de uma universidade federal. Acabou entrando em Engenharia Civil, mas não se formou.

“Eu era bastante inteligente, mas também cantava e tocava violão. Tinha um lado criativo. Por isso, com 17 anos, criei meu canal no YouTube”, conta Gabi. De Marisa Monte a Luan Santana, passando por Mc Guimê, Thiaguinho, Demi Lovato e Anitta, suas covers versáteis passam por diversos gêneros musicais e hoje convivem com composições próprias ou feitas para ela. “Não gosto de ser rotulada como uma cantora sertaneja ou de qualquer estilo. Se qualquer pessoa passar 30 minutos ouvindo minhas canções, vai perceber que eu tenho várias influências”, afirma.

Gabi Luthai com o duo Mar Aberto – divulgação

“Não gosto de ser rotulada como uma cantora sertaneja ou de qualquer estilo. Se qualquer pessoa passar 30 minutos ouvindo minhas canções, vai perceber que eu tenho várias influências”

Foco, Persistência e Intuição

O fato é que o canal demorou um pouco para decolar. “Eu recebia tanto críticas quanto elogios e tive que aprender a filtrar as coisas e seguir em frente, sem desistir. O artista e o empreendedor têm em comum a necessidade de se expor e assumir riscos. Pensei em desistir algumas vezes, mas ouvi a minha própria intuição e segui adiante”.

Muito exigente, ela se cobrava pela perfeição, mas teve que desapegar de algumas “neuras” para deixar seu trabalho fluir. Suas inspirações? Os canais de outros artistas da mesma geração, como Justin Bieber, que estava começando na mesma época. Se ela teve algum tipo de educação formal para conseguir tanta atenção e engajamento? Nenhuma. O aprendizado se deu com base na observação de outros youtubers de sucesso.

Gabi tinha uma meta clara: ser descoberta por algum empresário ou agente do mundo da música. Isso aconteceu em 2013, quando ela atingiu 500 mil seguidores. Seus primeiros publiposts (post patrocinados) chegaram em 2013 por meio da BR Media, uma das maiores agências especializadas em marketing de influência no País, justamente no momento em que essa modalidade começava a despontar no Brasil. “O influenciador fala direto com o público. Ele tem a credibilidade e a autenticidade de quem cria o próprio conteúdo. Não é como um artista de TV sendo pago para fazer um comercial que não tem a ver com ele”, diz ela.

Seis anos depois do seu primeiro álbum, seu sucesso mais recente é a balada “Respire Fundo”, cujo clipe tem participação de Gabriela Luz e Thiago Mart, do duo Mar Aberto. A música foi composta por ela em parceria com três outros compositores e tem uma letra motivadora. Apesar de ter feito sucesso no Rock In Rio 2017, Gabi conta que passou por uma fase de instabilidade naquele período, quando o número de shows caiu devido à crise econômica no País. Foi a hora de respirar fundo e persistir! “Se eu dependesse unicamente de shows, teria me dado mal. Por isso a minha dica para artistas e empreendedores é diversificar! Jamais apostar todas as fichas em uma coisa só!”

Gabi Luthai com o duo Mar Aberto – divulgação

“Mantenho a gestão de tudo, mas delego as coisas que outras pessoas podem fazer melhor que eu.”

Gestão da Própria Vida

Hoje, Gabi se divide entre São Paulo e Campo Grande (MS). Ainda este ano, deve se casar com o noivo Téo Teló, irmão do cantor sertanejo Michel Teló, e está produzindo uma websérie no YouTube sobre os preparativos para o casório. Ela faz questão de cuidar do conceito de todos os projetos e acompanha todos os resultados de perto. “Mantenho a gestão de tudo, mas delego as coisas que outras pessoas podem fazer melhor que eu. Tenho um advogado que cuida dos contratos, um contador que cuida do meu financeiro, produtores e técnicos de som e de vídeo. Assim, libero meu tempo para focar naquilo que só eu posso fazer”, diz Gabi.

Ela também está à frente da Fresh Blends, uma marca de cosméticos e produtos funcionais que já está fazendo sucesso nas redes sociais. Como se não bastasse, quer lançar também mais canções autorais em 2020. Para manter a cabeça em ordem e dar conta de tudo, ela aposta em autoconhecimento, faz meditação, vai a retiros e não abre mão da sua sessão semanal de psicoterapia.

Como resultado, Gabi tem uma boa projeção de si mesma sobre o futuro, mas não quer se limitar demais. “Penso muitas coisas para os próximos 3 anos, mas nem tanto no longo prazo. Como artista, quero estar livre para seguir caminhos diferentes. Prefiro estar aberta a tudo o que ela pode me oferecer”.

Por Renata D Elia