fbpx

Folha e Fundação Schwab anunciam pausa da 16ª edição do Prêmio Empreendedor Social


Em virtude da decisão de pausar o Prêmio Empreendedor Social, a Folha realizará uma premiação especial em 2020: Empreendedor do Ano no Combate ao Coronavírus, que reconhecerá liderança de destaque em meio à pandemia.

Diante da impossibilidade de cumprir o cronograma proposto no regulamento dos prêmios Empreendedor Social, Empreendedor Social de Futuro e Troféu Grão, a Folha e a Fundação Schwab tomaram a decisão de suspender a premiação, que ainda se encontra em fase de inscrições. O concurso ficará pausado e os empreendedores que já realizaram as inscrições estão automaticamente credenciados a participar da 16ª edição, assim que for retomada.

são Paulo, maio de 2020 – Diante dos desafios impostos pela pandemia do novo coronavírus, a Folha e a Fundação Schwab decidiram pausar a 16ª edição do Prêmio Empreendedor Social, que se encontrava em fase de inscrições. Com o anúncio, os candidatos que já preencheram o formulário ficam automaticamente credenciados a participar, assim que o concurso for retomado – em data e condições a serem definidas. De acordo com os organizadores, o isolamento social imposto para controlar a escalada do Covid-19 impossibilita o cumprimento das etapas fundamentais à realização do maior concurso de empreendedorismo social e ambiental da América Latina, comprometendo fases do processo de avaliação como diligências de campo; condução de reportagens e de produção audiovisual; avaliação de critérios de sustentabilidade financeira e escalabilidade que envolvem as categorias Empreendedor Social, Empreendedor Social de Futuro e Troféu Grão.

Em virtude da suspensão, os organizadores decidiram lançar uma premiação especial: Empreendedor do Ano no Combate ao Coronavírus. “A pandemia lança desafios à toda a sociedade e também à Folha, que abre mais esse espaço para reverberar os esforços de empreendedores sociais para minimizar os efeitos da Covid-19 no Brasil”, afirma Sérgio Dávila, diretor de Redação, sobre a proposta de reconhecer as lideranças que estão emergindo e fazendo diferença no enfrentamento ao novo coronavírus.

A crise – sanitária, econômica e social – coloca os negócios sociais e as instituições do terceiro setor diante de enormes desafios que atingem todos os setores da economia e da sociedade. Em contrapartida, a pandemia é uma oportunidade para mostrar a importância do trabalho de organizações essenciais para minimizar os efeitos do Covid-19, sobretudo entre as populações mais vulneráveis. O empreendedorismo social se faz presente, em um momento extremo como esse, com soluções inovadoras para áreas estratégicas como saúde, educação, tecnologia e sociedade, entre outras. Entre os meses de junho e julho de 2020, a Folha anunciará detalhas da premiação e fará a divulgação do regulamento e cronograma do concurso Empreendedor do Ano no Combate ao Coronavírus.

De acordo com os organizadores do prêmio Empreendedor do Ano no Combate ao Coronavírus, a ideia é reconhecer liderança de destaque em meio à pandemia, ao inovar e ao ampliar o impacto de suas ações e serviços para responder aos novos desafios que se fazem presentes no país. O foco será o enfrentamento da desigualdade e da Covid-19 e respostas às novas demandas de uma sociedade em transformação. Sobre a pausa no Prêmio Empreendedor Social, a comissão organizadora informa que o regulamento do concurso previa a prerrogativa de “modificar o regulamento e/ou as datas do concurso; nesse caso, os candidatos inscritos serão notificados por e-mail e/ou reportagens que esclareçam as alterações serão publicadas.”

Criado em 2005 pela Folha de S.Paulo e Fundação Schwab, o Prêmio Empreendedor Social é destinado a gestores de iniciativas com mais de três anos de atuação em setores como saúde, educação, tecnologia assistiva e meio ambiente, entre outros. As iniciativas de negócios de impacto social e startups com foco socioambiental – que estão em fase inicial (de um a três anos) – podem se inscrever para o Prêmio Folha Empreendedor Social de Futuro, destinado a empreendedores com até 38 anos. Além da projeção nacional e internacionalmente dos líderes selecionados, a Folha de S.Paulo e a Fundação Schwab – correalizadora do Fórum Econômico Mundial de Davos e idealizadora da premiação no mundo – oferecem um alto nível de qualificação e networking, viabilizando aos premiados a conquista de maiores e melhores indicadores em sustentabilidade, impacto social direto e indireto, influência em políticas públicas e escalabilidade para seus projetos.

O Prêmio Empreendedor Social é patrocinado pela Cervejaria Ambev e pela Coca-Cola Brasil. Conta com apoio do Instituto Porto Seguro e com a parceria estratégica de British Council, ESPM, Faap, FDC, FGV e UOL.

Este conteúdo de divulgação comercial é fornecido
Por Betânia Lins | FRIDA LUNA BOUTIQUE DE COMUNICAÇÃO
e não é de responsabilidade de revistaempreende.com.br