fbpx

Hughes conquista direito de exploração do JUPITER 3 no Brasil

Liberação da Anatel possibilita que o satélite possa ser utilizado para levar mais capacidade de internet de banda larga ao País.

São Paulo, julho de 2020 – Hughes conquista direito de exploração do JUPITER 3 no Brasil. A empresa é uma subsidiária da Hughes Network Systems LLC (Hughes), líder mundial em redes e serviços de internet de banda larga via satélite, anuncia que foi autorizada pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) a oferecer suas soluções pelo satélite de ultra-alta densidade JUPITER 3. Também conhecido como EchoStar XXIV, o JUPITER 3 é um satélite de banda Ka que está sendo construído nas dependências da Maxar Technologies, na Califórnia, EUA, com expectativa de lançamento no segundo semestre de 2021. O satélite vai reforçar a cobertura da HughesNet, serviço de internet via satélite para consumidor final, além de oferecer mais capacidade para áreas como varejo, corporativo, governos, backhaul de celulares e hotspots de Wi-Fi.

Equipado com o sistema JUPITER™ de última geração, o novo satélite vai permitir uma melhora significativa no desempenho dos serviços oferecidos pela Hughes, com velocidade de download de até 100 Mbps. O JUPITER 3 se unirá aos outros satélites de alto rendimento já em operação no Brasil, como o Hughes 65 West (Eutelsat 65 West), o Hughes 63 West (Telstar 19 Vantage) e o Hughes 20 West (Al Yah 3).

De acordo com Rafael Guimarães, presidente da Hughes no Brasil, “A aprovação da Anatel é um marco no desenvolvimento do satélite JUPITER 3 e reforça nosso compromisso de conectar pessoas e empresas no Brasil, algo que fazemos há 50 anos. Com o aumento da demanda por internet, o JUPITER 3 vai permitir que continuemos a levar conectividade a famílias e empresas brasileiras, mesmo em locais onde os sesrviços via fibra, cabo ou sem fio não estão disponíveis”.

A Hughes também conquistou recentemente o direito de explorar o JUPITER 3 no México. A expectativa é de que esse satélite seja utilizado para serviços na América do Norte e na América do Sul.

Retrospectiva

A Hughes chegou ao Brasil em 1968 e foi a responsável pela venda do primeiro satélite de telecomunicações brasileiro. Hoje, a Hughes é líder mundial em serviços de banda larga via satélite, e uma das principais fornecedoras de serviços de redes gerenciadas.

Além dos benefícios gerados para os consumidores, a Hughes possui cobertura nacional e um amplo portfólio de serviços e soluções fixos e móveis, personalizados e adaptados de acordo com as necessidades de cada cliente.

Em 2016, a Hughes realizou um grande investimento no Brasil, ao apostar no segmento B2C, com o lançamento da HughesNet, que usa a capacidade de banda Ka do satélite Hughes 65 West/Eutelsat 65 West. Com o lançamento desse satélite, a HughesNet passou a cobrir 85% da população brasileira, levando os benefícios do acesso à internet a custos acessíveis para clientes e empresas que não estavam nas áreas de alcance dos serviços de banda larga terrestres.

Fique por dentro das últimas notícias sobre negócios aqui.

Em 2018, a HughesNet expandiu sua cobertura para mais de 5 mil cidades e alcançou 90% de todo o território brasileiro. Isso foi possível por causa do lançamento do satélite Telstar 19 Vantage (Hughes 63 West), que reforçou o compromisso da empresa de construir um futuro conectado para pessoas e empresas no Brasil.

Joint venture com a Yahsat

No final de 2019, a Hughes do Brasil anunciou uma joint venture com a Al Yah Satellite Communications Company (Yahsat), líder mundial em operações satelitais, baseada nos Emirados Árabes Unidos e controlada pela Mubadala Investment Company (Mubadala). A joint venture aliou as décadas de experiência da Hughes em oferecer serviços satelitais no Brasil com o forte posicionamento da Yahsat na região.

Além de fornecer internet pelos satélites Hughes 65 West e Hughes 63 West, a Hughes do Brasil também passou a utilizar o Hughes 20 West, via payload de banda Ka do Al Yah 3. Para mais informações, visite o site http://www.hughes.com.br .

Este conteúdo de divulgação comercial é fornecido
Por RPMA Comunicação
e não é de responsabilidade de revistaempreende.com.br