fbpx

AMARO desenvolve cronograma de iniciativas para valorização de talentos negros

Entre as ações está uma série de workshops gratuito para capacitar afroempreendedores em diversas áreas, com o objetivo de ajudá-los a impulsionar e profissionalizar seus negócios

A AMARO, fashiontech pioneira no modelo direct to consumer, desenvolveu um calendário com ações de valorização de talentos negros para o mês da Consciência Negra. O projeto foi concebido pelo Comitê de Diversidade da AMARO. Dentre as iniciativas está uma série de workshops gratuito, exclusivo para afroempreendedores, com o objetivo de ajudá-los na profissionalização de seus negócios.

O workshop terá 90 vagas divididas entre cinco temas – Marketing Digital, Branding, Finanças, Atendimento ao Consumidor e Engenharia, e será ministrado por colaboradores da AMARO, por videoconferência. As inscrições serão abertas a partir do dia 3 de novembro, no hotsite da campanha – amaro.com/afrotalentos -, que reunirá informações sobre todas as iniciativas realizadas durante o mês. O workshop será um projeto piloto, que pode vir a se tornar uma iniciativa fixa.

A AMARO também criará uma corrente de indicações de profissionais negros, desenvolvida por colaboradores e parceiros negros da empresa, como Nina Silva e Vivi Duarte. As sugestões serão publicadas no hotsite e nos destaques dos stories da companhia.

A empresa também selecionou quatro artistas negras – Caju Moura, Laura Zanon, Amanda Daphne e Amanda Lobos – para criar as ilustrações dos cartões de agradecimento enviados para as consumidoras dentro da embalagem das roupas. Ao longo de todo o mês de novembro, principal período para o varejo, as artes vão circular para todo o Brasil e disseminar o trabalho de mulheres negras, bem como sua cultura.

“As iniciativas foram 100% desenvolvidas pelos membros negros do Comitê de Diversidade da AMARO, o que nos permitiu traduzir o que enxergamos e sentimos no nosso dia a dia no que diz respeito ao mercado de trabalho para nós, negros. Sabemos que existe um longo caminho a ser percorrido, mas acreditamos que ações propositivas são fundamentais para ampliar as oportunidades para os talentos negros”, explica Bruno Cerqueira, Diretor de Relacionamento com Cliente e responsável pelo Comitê de Diversidade e Inclusão da AMARO.

A empresa também produzirá diversos conteúdos especiais durante o mês como, por exemplo, o vídeo “Afrotalentos”, com depoimentos de colaboradoras da companhia, falando sobre o processo de se reconhecerem como mulheres negras e da importância das reflexões sobre diversidade e autoestima, especialmente no mercado de trabalho. A AMARO também promoverá uma semana com posts de modelos negras no Instagram, além de conteúdos com colaboradoras negras da empresa. O vídeo foi captado e editado por uma equipe de mulheres negras.

Além das ações durante o mês de novembro, a companhia criou uma agenda com ações propositivas ao longo do ano, para ampliar a conscientização sobre a importância da temática racial e para ampliar a conscientização de seus colaboradores a respeito do racismo.

Em julho, um mês após o #blackouttuesday, a empresa enviou para todos os colaboradores o livro “Pequeno Manual Antirracista”, de Djamila Ribeiro, e organizou debates e palestras sobre diversidade racial. Também entrou em contato com grupos focados em talentos negros, como Empregue Afro, eliminou a exigência do inglês em diversas vagas e também vem realizando parcerias com ONGs especializadas em diversidade racial para ministrar aulas de inglês, além de treinamentos, ajudando o colaborador negro a se desenvolver dentro da companhia. Todas essas iniciativas aumentaram em 30% a contratação de profissionais negros em diversas áreas da empresa.

Além disso, nas redes sociais da marca, das fotos publicadas, 33% das mulheres mostradas no perfil da AMARO são pretas, representando um aumento de 112% em comparação aos meses anteriores. No mesmo período, o número de modelos pretas nas campanhas e nos catálogos da marca triplicou. A missão da empresa é continuar trabalhando para aumentar a representatividade em todas as frentes de atuação.

A AMARO também criou um Canal de Ética aberto ao público, em parceria com a ICTS, para comunicação segura e anônima sobre comportamentos considerados anti éticos ou que violem o código de ética e a legislação vigente.

Este conteúdo de divulgação comercial foi fornecido
Por Índex Conectada Comunicação
e não é de responsabilidade de revistaempreende.com.br