fbpx

Amanco Wavin ganha 25% de produtividade no CD com tecnologia de coleta de dados por comando de voz

Fornecedora de soluções para o setor de construção civil conta com o apoio da Seal Sistemas para implementar voice picking , que agilizou a separação de produtos no centro de distribuição ao eliminar a digitação, reduzir erros e manter livres as mãos e os olhos dos operadores

São Paulo, 19 de novembro de 2020 -A Amanco Wavin ( amancowavin.com.br ), marca comercial da Wavin ( wavin.com ), uma das maiores empresas mundiais em tubos e conexões, conta com um portfólio que inclui as mais avançadas soluções para o setor da construção civil. Suas sete fábricas espalhadas pelo Brasil possuem certificações que, entre outros aspectos, atestam a gestão da qualidade, da saúde ocupacional e da segurança de seus colaboradores.

Para associar todos esses valores a maior acurácia e produtividade, a área de operações logísticas da Amanco Wavin sempre estuda possibilidades de melhoria na mecanização das atividades com o apoio da tecnologia. Dessa forma, a companhia identificou a oportunidade de implementar soluções avançadas e eficientes em seu Centro de Distribuição (CD) localizado em Joinville, no Norte de Santa Catarina.

Durante a edição do Seal Voice Picking Day, evento promovido pela Seal Sistemas – que há mais de 30 anos atua no mercado brasileiro de computação móvel e faz a captura automática de dados -, a equipe da Amanco Wavin conheceu uma das tecnologias mais promissoras da cadeia logística: o coletor de dados por comando de voz , conhecido internacionalmente como voice picking.

Constituído basicamente por um terminal portátil, um headset e uma integração do sistema de gerenciamento logístico (WMS), é utilizado pela companhia com o software de logística Kairos. Desenvolvido e implementado pela Seal, a solução aprimora a produtividade dentro do galpão logístico ao “conversar” – literalmente – com o operador. Usando palavras simples, como “Ok”, o funcionário precisa apenas responder aos comandos dados por uma voz eletrônica, confirmando se estão ou não em conformidade com o objeto a ser separado.

Com todos esses recursos, a tecnologia mantém livres as mãos e os olhos do colaborador, direcionando-os totalmente para os itens que precisam ser movimentados, eliminando a necessidade de digitar e conferir informações, o que diminui erros.

A flexibilidade da solução de voz da Seal ainda permite que os equipamentos envolvidos sejam compartilhados por operadores que trabalham em diferentes turnos – à exceção do headset. A solução também se destaca pela robustez, devido a sua alta durabilidade, e pela segurança, devido a um recurso biométrico que identifica se a voz corresponde à do colaborador designado.

Mais agilidade no picking

Diante dessas vantagens, o time logístico da Amanco Wavin decidiu incorporar os coletores de dados por comando de voz ao seu dia a dia operacional. Já são 20 unidades do equipamento à disposição de metade dos colaboradores do CD, que sempre recorrem à solução para executar as operações de picking – separação dos produtos que ficam armazenados no local.

Desde então, com a nova tecnologia, a área de operações logísticas da Amanco Wavin registrou um ganho de 25% de produtividade por colaborador. Também houve redução de duas horas no tempo necessário para concluir as tarefas diárias de separação.

Se antes a manipulação dos itens no CD exigia quatro etapas (iniciar a operação, digitar, escanear o produto e finalizar a operação para o próximo item), atualmente o voice picking ajuda a reduzir esse processo pela metade. Basta que o operador vá direto ao local do produto indicado pelo equipamento e faça as verificações solicitadas pela voz eletrônica.

“Buscamos continuamente aprimorar nossos processos de forma segura, eficaz e inovadora. Com os coletores de dados por comando de voz e toda a implementação e o apoio oferecidos pela Seal Sistemas, ganhamos mais agilidade na separação dos nossos produtos e essa eficiência é percebida de forma positiva por nossos colaboradores, parceiros e consumidores”, diz Luiz Fernando Marangoni, Gerente de Operações Logísticas no Brasil da Amanco Wavin.

O aumento de produtividade já começa a ser visto antes mesmo que o colaborador comece a movimentar os itens. Com a transição dos coletores manuais para a solução com comando de voz, o tempo médio de aprendizado para utilizar a tecnologia caiu de cinco dias para apenas seis horas, reduzindo em vinte vezes o prazo de treinamento e adaptação – inclusive para novos funcionários.

Houve ainda um importante ganho de escalabilidade, já que a maior produtividade proporcionada pelo voice picking dá à equipe a capacidade de absorver um aumento de até 30% sobre a demanda média. Isso ajuda a reduzir a necessidade de ampliar o time em períodos de pico no volume de itens que passam pelo galpão logístico.

“Encontramos na Amanco Wavin uma parceira estratégica devido a sua visão inovadora, juntamente com a necessidade de crescimento de suas operações. A companhia compreendeu muito bem como a tecnologia pode ser uma forte aliada para atingir e até mesmo superar seus desafios na cadeia logística”, avalia Ruy Castro, diretor comercial da Seal Sistemas.

Diversidade e expansão

As facilidades da solução de voz da Seal contribuíram, inclusive, para mais diversidade no grupo de colaboradores, fazendo frente à presença majoritária de homens no segmento logístico. Atualmente, 20% do total de operadores no CD de Joinville já são mulheres – entre elas, uma funcionária avaliada como a melhor profissional separadora na unidade. Uma boa prática que reproduz uma tendência também vista no time corporativo da Amanco Wavin, onde 50% das posições de liderança são ocupadas por mulheres.

Os ganhos operacionais expressivos já fazem o time da Amanco Wavin refletir sobre os próximos passos. Para o futuro, além do picking, há um plano para que a tecnologia passe a abranger também as atividades de inventário, que realizam a contagem das mercadorias que passam pelo CD. Por isso a Seal seguirá estendendo a sua parceria com a companhia, através de serviços já recorrentes de pós-venda, manutenção e suporte técnico.

O CEO da Seal Sistemas, Wagner Bernardes, destaca que o simples fato de o operador olhar para uma tela e fazer uma digitação o faz perder segundos preciosos. No final do dia, o ganho já é bastante expressivo. Ao longo de um ano, isso pode significar meses.

“Ao reduzir erros e acelerar procedimentos comuns no centro de distribuição, o voice picking agrega maior produtividade e amplia a velocidade do processo ao longo de toda a cadeia – do centro de distribuição à chegada às gôndolas. A parceria com um grande player como a Amanco Wavin nos permite explorar todo o potencial dessa tecnologia”, destaca Wagner. “Nós, da Seal, acreditamos muito no poder de transformação dos negócios por meio da tecnologia. Dentre as várias soluções que temos no nosso portfólio, a tecnologia de voz é, sem dúvida nenhuma, uma das mais importantes”, finaliza o executivo.

Acompanhe aqui mais notícias sobre negócios

Este conteúdo de divulgação comercial foi fornecido
Por Ketchum
e não é de responsabilidade de revistaempreende.com.br