fbpx

EUA aprova pacote para auxilio à população de US$ 900 bilhões

Na noite do domingo, 27 de dezembro, o governo dos EUA aprovou um pacote de ajuda econômica de US$ 900 bilhões que deve chegar à milhões de americanos que sofrem financeiramente com os impactos da pandemia da covid-19.

O presidente, Donald Trump demorou uma semana para assinar essa medida que havia sido aprovada no Congresso pois, não concordava com o valor do auxílio de US$ 600. Ele exigiu que o Congresso alterasse o projeto de lei para aumentar o valor dos cheques de estímulo para US$ 2.000. Entretanto o presidente recuou depois de ter sofrido grande pressão dos legisladores republicanos e democratas.

ENTENDA O PACOTE

Auxílio-emergencial

Pagamento de uma parcela única de US$ 600 para norte-americanos que ganham até US$ 75.000 por ano. Casais com renda anual conjunta inferior a US$ 150 mil podem receber US$ 1.200 e mais US$ 600 por cada filho. Custo da medida: US$ 166 bilhões.

Auxílio-desemprego

Programas de auxílio-desemprego aprovados para o período da pandemia serão estendidos até 14 de março de 2021 e os pagamentos serão aumentados em US$ 300 por semana pelo mesmo período. Custo da medida: US$ 120 bilhões.

Auxílio a pequenas empresas

Programa que concede empréstimos perdoáveis a pequenas empresas para que arquem com os custos de suas folhas de pagamento salarial será reativado e oferecido junto a outros benefícios. Custo da medida: US$ 325 bilhões.

Educação

O investimento será direcionado às escolas K-12 (instituições públicas que atendem da educação infantil ao último ano do ensino médio), que receberão US$ 54 bilhões. O ensino superior deve ter US$ 20 bilhões de investimento. Custo da medida: US$ 82 bilhões.

Transporte

O setor de aviação vai receber US$ 16 bilhões, enquanto os aeroportos, US$ 2 bilhões. A Amtrak, empresa estatal federal de transporte ferroviário, terá investimento de US$ 1 bilhão. A infraestrutura de trânsito terá US$ 14 bilhões em concessões. As rodovias, US$ 10 bilhões. Custo da medida: US$ 45 bilhões.

Moradia

O governo estenderá a moratória de despejo até 31 de janeiro. Isso significa que, até essa data, ninguém pode ser despejado por estar com o pagamento do aluguel atrasado. Custo da medida: US$ 25 bilhões.

Saúde

Os investimentos na área serão distribuídos da seguinte forma: testagem e mitigação da covid-19 (US$ 22 bilhões); aquisição da vacina (US$ 20 bilhões); distribuição da vacina (US$ 9 bilhões); assistência e seguro a profissionais de saúde (US$ 9 bilhões). Custo da medida: US$ 63 bilhões.

Outras áreas

    Nutrição e agricultura: US$ 26 bilhões.

    Cuidado infantil: US$ 10 bilhões.

    Redução de impostos: cortes de impostos no valor estimado de US$ 30 bilhões.

    Banda larga: US$ 7 bilhões em doações e investimentos.

Você também vai gostar de ler: De uma hora para outra o Brasil parou e a Economia foi parar na UTI

Da Redação