fbpx

Com setor de beleza aquecido, Royal Face segue em expansão e espera crescer 430% em 2021

Com um plano de expansão ousado, a rede vai investir mais de R$ 40 milhões e gerar mais de 1.000 empregos diretos em todo o País

O ano de 2020 foi de grande criatividade, aprendizado e de adaptações para o sistema de franchising, em destaque para a Royal Face, rede de franquias de harmonização facial e corporal com preços acessíveis. Mesmo com o fechamento do comércio, a marca adotou diversas medidas para a operação das unidades franqueadas. Por essa razão, a Royal Face finaliza o ano com números bem positivos e entra em 2021 focada no seu plano de expansão para todo o Brasil.

A Royal Face encerrou com chave de ouro o ano, com o total de 66 unidades inauguradas e superando a meta do faturamento anual, somando R$ 60 milhões em receitas. Esses números positivos representam um aumento de 270% em relação ao ano passado. Além disso, a marca gerou 320 empregos diretos e cerca de 1.200 indiretos.

Com muito trabalho e dedicação dos profissionais, em 2021 as metas continuam ousadas. A Royal Face espera investir mais de R$40 milhões, inaugurar mais 172 unidades, com o crescimento orgânico em torno de 430% em faturamento e com isso gerar mais de 1.000 empregos diretos em todo o País.

Leia também:

Alice no Mundo das Maquiagens

Para Otávio Lippi, ramo da Beleza exige Honestidade e pés no Chão

Vamos Superar esse Momento, mas Não voltaremos ao estado de Antes

“Mesmo em um ano com tantos obstáculos, nós nos unimos, superamos, investimos em infraestrutura, tecnologia e educação continuada, fizemos um trabalho direto com os franqueados e mantivemos o nosso plano de expansão. O período de enfrentamento da pandemia vivido em 2020 foi uma oportunidade aos nossos interessados para realizar um investimento em um negócio de sucesso como a Royal Face”, comenta a sócia-fundadora da rede, Andrezza Fusaro.

Fundada em Curitiba em 2015, a Royal Face integra a Associação Brasileira de Franchising (ABF) e atua desde 2018 no sistema de franquias com três modelos de negócios: Slim, Standard e Premium. O investimento inicial é a partir de R$ 159 mil, com um faturamento que pode chegar até R$ 2,6 milhões anuais, dependendo do modelo.

Este conteúdo de divulgação comercial foi fornecido
Por DFreire Comunicação e Negócios
e não é de responsabilidade de revistaempreende.com.br