Loggi capta US$212 milhões para acelerar expansão nacional e incrementar investimentos em capacidade e tecnologia

No último ano, a companhia investiu significativamente em automação e tecnologia, triplicando sua capacidade de entregas no Brasil

A Loggi, empresa que está transformando a logística brasileira por meio da tecnologia, anunciou hoje a captação de US$212 milhões (R﹩1,15 bi) em sua sétima rodada de investimentos (Series F), a maior da história da empresa. A nova rodada foi liderada pela CapSur Capital, fundo especializado em empresas de tecnologia, com a participação do Fundo Verde e de vários investidores atuais, tais como monashees, Softbank Vision, Softbank Latam, GGV, Microsoft e Sunley House. A Loggi vai usar os recursos para acelerar sua expansão nacional, ampliar ainda mais sua capacidade de entrega e seguir incrementando investimentos em tecnologia.

“Nós construímos uma malha logística robusta e rápida, que usa a tecnologia para entregar com excelência”, diz Fabien Mendez, co-fundador e CEO da Loggi. “Com a nossa tecnologia, qualquer pessoa ou empresa vai poder mandar seus pacotes para todo o Brasil com baixo custo”, explica.

“A Loggi tem um dos melhores times de tecnologia do Brasil, o que leva a uma redução constante no tempo de entrega e melhoria na qualidade percebida pelo consumidor. A tecnologia permite ainda que o crescimento da empresa seja superior ao do e-commerce, democratizando o acesso à logística”, diz Marcel Arins, sócio da CapSur Capital.

“Somos parceiros desde 2014 e estamos muito felizes com o desempenho da Loggi, por isso decidimos aumentar nosso investimento”, diz Carlo Dapuzzo, sócio da monashees. “A empresa trilha um caminho de sucesso e tem muito espaço para crescer. Queremos continuar fazendo parte dessa história”, completa.

Crescimento acelerado

Fundada em 2013, a Loggi criou uma complexa malha logística que atende desde entregas locais até entregas por todo o território nacional, com coleta de pequenos e grandes e-commerces, transferência para as cidades de destino e entregas ao consumidor final.

Desde a sua fundação, a Loggi dobrava de volume ano após ano, mas em 2020 o crescimento foi ainda maior: +360% vs 2019, ano em que o mundo começou a enfrentar a pandemia da Covid-19 e as compras online ganharam força entre os consumidores.

Ainda nesse período, a empresa inaugurou dezenas de agências próprias, seis novos centros de distribuição e ampliou sua atuação direta para aproximadamente 500 municípios, atendendo cerca de 50% da população.

Loggi como plataforma para o mercado de e-commerce

O e-commerce cresceu significativamente em 2020, impulsionado também por conta da pandemia da Covid-19, consolidando-se como um serviço essencial para que brasileiros e brasileiras pudessem praticar o distanciamento social e para que muitos estabelecimentos continuassem operando.

Com uma malha logística bem estruturada e seus investimentos constantes em tecnologia e expansão regional, a empresa se tornou uma importante aliada para o segmento.

Para 2021, o objetivo é continuar conectando o Brasil. A Loggi viabiliza entregas de grandes negócios, de pequenos comerciantes e também de pessoas físicas de maneira simples e eficiente. Com o novo investimento, a empresa vai melhorar ainda mais seu nível e alcance de serviço.

Atração de talentos

A Loggi continua a reforçar seu time para conduzir a nova fase de crescimento e está buscando ativamente colaboradores para ajudar a encarar os desafios de conectar o Brasil. A empresa anunciou recentemente a ampliação de seu home office até o final de 2021 e a criação de um escritório 100% remoto para parte do time de tecnologia. Todas as vagas estão disponíveis na Página de Carreiras .

Leia também

A Hora e a Vez das Startups. Você está Pronto para a Jornada?

Inteligência Artificial: Ameaça ou Oportunidade?

Vamos Superar esse Momento, mas Não voltaremos ao estado de Antes

Este conteúdo de divulgação foi fornecido
Por Assessoria de imprensa Loggi
e não é de responsabilidade de revistaempreende.com.br