Pix no e-commerce: Lojas vendem mais, recebem mais rápido e economizam até 80% em taxas

Mil pequenos e médios lojistas venderam mais de R$ 1,5 milhão em apenas três semanas desde lançamento, apontam Mercado Pago e Nuvemshop

O Pix, novo meio de pagamento desenvolvido pelo Banco Central para permitir transações mais simples, rápidas e seguras, já começa a mostrar resultados positivos no e-commerce. Em três semanas desde o lançamento do Pix Transparente, ferramenta de pagamento do Mercado Pago disponível apenas nas lojas virtuais da Nuvemshop, plataforma de e-commerce líder na América Latina, mil lojistas já venderam R$ 1,5 milhão, com valor recebido na hora. A economia é de até 80% em taxas na comparação com as tarifas cobradas pela emissão de boleto e de cartão de crédito.

O Pix transparente é o recurso de pagamento no próprio site da loja virtual, por meio da chave de acesso ou leitura do QR Code, sem necessidade de migração para uma página exterior. A modalidade garante mais confiança ao consumidor e alcança uma taxa de conversão entre vendas geradas e finalizadas de 68%, superior às de 58% do boleto, de acordo com o banco de dados da Nuvemshop.

Um dos principais benefícios do pagamento via Pix é a confirmação imediata do pagamento que dispensa a necessidade do lojista reservar o produto no estoque durante os dias. Além disso, o proprietário recebe o valor da venda na hora, sem necessidade de aguardar de três a 30 dias para que o valor seja debitado na conta. Na outra ponta, com a agilidade do processo, o cliente também recebe o produto em menor tempo.

Para o lojista, o custo da transação também é menor: em uma venda de R$ 100, ele paga uma taxa de 0,99%, valor reduzido quando comparado a vendas com boleto e cartão.

De acordo com Luiz Figueira, diretor de Desenvolvimento de Plataforma e Ecossistema da Nuvemshop, essas vendas têm sido vistas como um incremento, sem afetar as vendas dos demais métodos. “Percebemos que o Pix está atraindo um novo público para o e-commerce, de pessoas que não estavam habituadas a comprar on-line e passaram a fazê-lo por conta da facilidade e da segurança”, afirma. “Uma das premissas da Nuvemshop é desenvolver um ecossistema para potencializar as vendas dos empreendedores, e o PIX Transparente do Mercado Pago tem se mostrado uma funcionalidade muito eficiente neste sentido”.

Para Daniel Davanço, head de Pagamentos Online do Mercado Pago, a chegada do Pix como novo meio de pagamento nas lojas online da Nuvemshop contribui para a melhora da experiência de compra e venda no e-commerce e traz novas oportunidades de negócio: “A chegada do Pix tem um enorme potencial para incluir no comércio eletrônico pessoas que antes não compravam online. O Pix será uma importante ferramenta para auxiliar no avanço do setor, além de contribuir para a rentabilidade desses empreendedores”, afirma.

Davanço ressalta ainda que o Pix no e-commerce vem ganhando força e hoje já se observa um crescimento de 20% no volume de vendas a cada semana entre as lojas que vendem com Mercado Pago.

Para que o Pix ganhe maior aderência, os especialistas apontam que há a necessidade de incentivar a aceitação do Pix, fomentando a educação financeira dos vendedores. A expectativa da Nuvemshop é de que mais de 50% dos lojistas adotem o PIX até o final de 2021.

A Lolja foi uma das primeiras lojas online da Nuvemshop a acrescentar o Pix como meio de pagamento. “O Pix traz diversas vantagens, como menor taxa, pagamento mais rápido pelo cliente e dinheiro debitado na conta no momento exato da compra, o que evita do cliente reservar o produto e esquecer de pagar”, afirma Lucas Tavares Martins, sócio-proprietário da Lolja. “Acredito que o Pix venha para substituir o boleto ao longo prazo. Hoje, 30% das nossas vendas são pagas por esse meio de pagamento, mas acredito que pelo menos 10% migre para o Pix até o final deste ano”.

Pix traz inúmeras vantagens aos lojistas

• Praticidade: todas as maquininhas, códigos QR e soluções para pagamentos online do mercado estão integrados ao Pix e oferecem uma forma prática para os clientes pagarem, usando qualquer aplicativo ou banco. Além disso, caso os consumidores já estejam habituados a entrar em contato com a loja por telefone, o empreendedor pode usar essa informação como forma de pagamento e receber pela venda antes mesmo da entrega do produto ou serviço.

• Agilidade: receber o dinheiro em segundos – mesmo em vendas feitas fora do horário bancário, nos finais de semana ou feriados – permite ao pequeno empreendedor comprar mais matéria-prima, pagar fornecedores e investir mais rápido no crescimento do seu negócio.

• Redução de custo: é uma alternativa mais barata que outros meios de pagamento, como cartões e boletos, além de muito mais prática do que dinheiro, que requer troco.

• Organização: todas as vendas ficam registradas e identificadas, assim, a gestão financeira do negócio fica muito mais simples.

• Conta digital: recebendo pelo Pix no Mercado Pago, o usuário tem rendimento do saldo da conta em 100% do CDI, líquido e diário, acima da poupança; acesso a crédito digital e em alguns cliques; pode pagar e parcelar contas, impostos e boletos, além de disponibilizar ofertas na Central de Descontos para mais de 20 milhões de usuários do aplicativo, entre outras facilidades.

Leia também:

Vamos Superar esse Momento, mas Não voltaremos ao estado de Antes

Digitalização é palavra-chave para Empresas durante Pandemia

Indústria de Bens de Consumo passa por Transformações

Este conteúdo de divulgação comercial foi fornecido
Por NuvemShop
e não é de responsabilidade de revistaempreende.com.br