fbpx

Soluções da Visa oferecem mais segurança para as transferências no WhatsApp

Segundo pesquisa recente da Visa, para 83% dos brasileiros que usam o WhatsApp, a segurança é um fator muito importante ao enviar dinheiro a amigos e familiares pelo celular

A Visa Inc. (NYSE:V) anunciou hoje que os pagamentos entre pessoas (P2P) no WhatsApp estão disponíveis no Brasil agora aos portadores de credenciais Visa dos emissores Banco do Brasil, Bradesco, banco digital next, Sicredi, Woop e Mercado Pago. Mais emissores devem disponibilizar a solução nos próximos meses. Os usuários brasileiros do WhatsApp precisam configurar suas contas adicionando seu cartão para usar a funcionalidade. Visa Direct, a solução de pagamentos, e a tecnologia Visa Cloud Token respaldam as funcionalidades de segurança que permitem que os usuários do WhatsApp recebam e enviem dinheiro a amigos e familiares rapidamente no popular serviço global de mensagens.

“Agora, os usuários do WhatsApp podem fazer transferências seguras a amigos e familiares em qualquer lugar do Brasil, seja para dividir uma conta com amigos ou ajudar algum familiar”, afirma Fernando Teles, Country Manager da Visa do Brasil. “Ouvimos em primeira mão dos consumidores locais que segurança é um ponto importante quando pensam em enviar pagamentos móveis a amigos e familiares. Esse atributo também é valorizado na Visa e nossa tecnologia de Token reforça ainda mais a segurança, deixando os consumidores brasileiros mais confiantes ao fazerem pagamentos digitais, uma vez que a solução remove as informações de pagamento sensíveis e converte os dados do consumidor em tokens.”

Segundo uma pesquisa recente da Visa realizado pela Morning Consult, segurança e privacidade são fatores críticos para o consumidor ao enviar dinheiro a amigos e familiares. Dos sete atributos avaliados – conveniência, custo, usabilidade, privacidade, confiabilidade, segurança e velocidade – segurança e privacidade se mostraram os mais importantes para pagamentos móveis. Oitenta e três por cento dos pesquisados afirmaram que segurança é muito importante, enquanto uma parcela similar (80%) disse que privacidade também é um ponto crítico. E, considerando que 98% dos adultos disseram usar o WhatsApp diariamente, a nova funcionalidade de pagamento do app poderia ser significativa para o futuro dos pagamentos no Brasil. Os portadores de cartões Visa se mostraram especialmente interessados em fazer transferências no WhatsApp: 79% dos pesquisados demonstraram interesse em usar o app para transferências rápidas entre pessoas.

Com a segurança no topo das prioridades de consumidores do Brasil e do mundo, a tokenização tornou-se uma das formas mais eficazes de evitar fraudes e de oferecer experiências de pagamento digital mais seguras e fáceis, motivo pelo qual mais de 60% das credenciais de pagamento da Visa na América Latina e no Caribe hoje são compatíveis com a tecnologia de token. Os pagamentos no WhatsApp contam com a inovadora tecnologia Cloud Token da Visa, que protege as transações substituindo informações sensíveis do portador de cartão por um token – ou identificador digital – exclusivo que pode ser armazenado em segurança na nuvem.

“Os pagamentos no WhatsApp utilizam duas tecnologias centrais da Visa, Cloud Token e Visa Direct. Esta é a primeira vez que combinamos as duas plataformas, o que marca o início de implementações similares no mundo todo”, conta Ruben Salazar, head global de Visa Direct. “Visa Direct é uma forma moderna de enviar e receber dinheiro de forma rápida e a plataforma tem ganhado escala no mundo todo, crescendo para 3,5 bilhões de transações globalmente no ano fiscal 2020. Na América Latina e no Caribe, as transações processadas durante este período cresceram mais de 20x em relação ao ano anterior, o que se deve, em grande parte, ao crescimento dos pagamentos P2P na região”, complementa o executivo.

Mais tranquilidade para os consumidores
Com a migração para o comércio digital ganhando escala, os tokens estão despontando como uma das maiores apostas da indústria para fortalecer a segurança dos pagamentos, combater fraudes e eliminar a fricção no processo de pagamento. Tanto emissores quanto estabelecimentos comerciais reconhecem os muitos benefícios da tokenização para proteger os pagamentos, sendo o principal o fato de que as credenciais do cartão pessoal nunca são expostas durante o processo de compra, permanecendo completamente protegidas. Além disso, os tokens ligados a dispositivos móveis perdidos ou roubados podem ser reemitidos instantaneamente, sem a necessidade de alterar os números da conta primária do consumidor ou reemitir os cartões plásticos.

Os tokens também podem ser restritos a ambientes e casos de uso específicos, ajudando a reduzir a chance de fraude e, portanto, otimizando os índices de autorização das transações. Por exemplo, o criminoso que tentar usar um token provisionado a um dispositivo móvel para uma compra on-line verá a transação ser sinalizada como fraudulenta imediatamente e declinada. Outro ponto importante é que os tokens não são reversíveis; portanto, se um terceiro tentar acessar os dados, a informação não terá utilidade nenhuma.

Como líder no espaço de pagamentos digitais, a Visa está comprometida em acelerar a adoção de soluções de tokenização no Brasil e no mundo à medida que habilita consumidores, bancos, estabelecimentos comerciais e todo o ecossistema de pagamentos a aumentar a autorização, a promover a inovação e a criar experiências de comércio digital melhores e mais seguras.

Parceiros e clientes Visa
“Estamos entusiasmados com a disponibilidade desse recurso. Facilitar o envio e o recebimento de dinheiro com segurança não poderia ser mais importante neste momento, pois, não só diminui a exposição das pessoas à pandemia, mas também ajuda os entes queridos a se manterem conectados, amplia o acesso a serviços financeiros e permite que mais pessoas participem da economia digital”, conta Matt Idema, Chief Operating Officer do WhatsApp.

“Inovar com foco na experiência do cliente é nossa prioridade. Os clientes do Banco do Brasil já podiam utilizar o WhatsApp para realizar várias transações bancárias. O próximo passo era oferecer uma solução de envio e recebimento de dinheiro pelo próprio aplicativo. Com o cadastro do Ourocard Visa no Facebook Pay, os clientes poderão fazer transferências diretamente na conversa no WhatsApp. Essa solução, além de cômoda e prática, é muito segura”, afirma Edson Costa, diretor de meios de pagamento e serviços do Banco do Brasil.

“Esta é mais uma solução que gera conveniência aos nossos mais de cinco milhões de associados, pois o WhatsApp é um aplicativo já muito presente no dia a dia das pessoas e agora agrega também o recurso de transferências de uma forma simples e segura”, comenta Gisele Rodrigues, superintendente de Soluções de Pagamento do Sicredi.

Para Marcos Valério Tescarolo, Diretor do Bradesco Cartões, “o Bradesco busca sempre oferecer soluções seguras, inovadoras e que tragam facilidade pensando no cliente no centro de tudo para o banco. O recurso de Pagamentos no Whatsapp, tão presente no dia a dia dos brasileiros, reforça ainda mais este compromisso e acelera o processo de digitalização democrática dos meios de pagamento no qual o Bradesco está presente. Agora os clientes têm mais uma opção para transferir dinheiro para seus amigos e familiares”.

“Unimos forças com a Visa para permitir que milhões de brasileiros tenham acesso à plataforma de pagamentos do WhatsApp por meio da conta Mercado Pago e do nosso cartão Visa, duas soluções gratuitas e completas. Como uma das primeiras fintechs a fazer parte deste projeto, nos comprometemos a seguir fomentando serviços financeiros e de pagamentos simples, seguros e sem burocracia”, explica Heloisa Ifanger, head de conta digital do Mercado Pago.

Leia também:

Brian Requarth lança um olhar estrangeiro para o mercado em ascensão das startups no Brasil

Digitalização é palavra-chave para Empresas durante Pandemia

O que esperar dos Sistemas Financeiros durante e após o coronavírus?

Este conteúdo de divulgação comercial foi fornecido
Por Visa / In Press Porter Novelli
e não é de responsabilidade de revistaempreende.com.br