fbpx

Transações imobiliárias: soluções criativas e presença digital são diferenciais no fechamento de negócios

Especialistas do Senac EAD destacam estratégias adotadas pelos corretores de imóveis


As empresas e profissionais de negócios imobiliários no mercado nacional contam com um bom posicionamento digital no atendimento a clientes há pelo menos cinco anos. No entanto, a crise sanitária de 2020 acelerou esse processo e o setor precisou encontrar soluções para evitar prejuízos expressivos como aconteceu em outras áreas econômicas.

Dados que refletem a estabilidade relativa do setor podem ser observados no acompanhamento feito pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC)*. No acumulado dos nove primeiros meses de 2020, o crescimento no número de unidades vendidas em todo país chegou a 8,4%, com resultados positivos em todas as regiões.

Gustavo Leipnitz, docente do curso Técnico em Transações Imobiliárias do Senac EAD, revela algumas das adaptações implementadas pelas imobiliárias e corretores: “Para evitar aglomerações, por exemplo, muitos profissionais iam sozinhos até o imóvel com o celular e apresentavam o espaço por videochamada, aproveitando para sanar as dúvidas dos clientes e mostrarem pontos específicos que não eram visualizados no tour virtual ou fotos. Nas locações, imobiliárias passaram a disponibilizar todo o processo no formato on-line, desde o agendamento da visita virtual, passando pela entrega dos documentos até a assinatura do contrato e vistoria”.

O docente Israel Freire Henzel contribui com mais informações e observa que as incorporadoras também investiram em ações inovadoras, promovendo grandes lançamentos de empreendimentos nas plataformas digitais com destaque para as redes sociais. Aproveitando o recurso das transmissões ao vivo – lives – os organizadores estimularam a participação de clientes em potencial, com ofertamento de brindes, sorteios e promoções.

“Embora todas essas práticas já existissem antes da pandemia ainda eram pouco utilizadas e o contexto atual acabou levando a maioria dos profissionais a aderirem às ferramentas digitais para seguirem competitivos. E ao que tudo indica, essas alternativas vieram para ficar, pois facilitaram a vida dos clientes e dos corretores e empresários”, pontua o especialista do Senac EAD.

Marketing Imobiliário

Como em todos os setores profissionais, o marketing tem uma forte presença no mercado imobiliário, já que são fundamentais ações e estratégias para intermediação de compra, venda, locação e permuta de imóveis. Gustavo destaca que o verbo ‘intermediar’ representa a importância do trabalho desenvolvido pelo corretor de imóveis. “Os profissionais fazem o elo entre um cliente que quer comprar e outro que deseja vender. Dessa forma, é por meio do marketing que podemos entender as necessidades dos envolvidos, identificando as melhores soluções e resultados”.

Para exemplificar, o docente do Senac EAD apresenta um exemplo prático, no qual esclarece sobre a importância de entender a diferença de características, vantagens e benefícios (analisados no marketing). “Um imóvel com portaria 24 horas e playground é tipo de característica, já a vantagem pode ser a segurança e espaço de lazer oferecido para crianças. E o benefício tem um caráter mais subjetivo e individual, por isso é preciso compreender o desejo do potencial cliente”, detalha.

Investimento em tecnologia

Israel destaca que na atualidade, as ferramentas de trabalho que acompanham o corretor de imóveis, são o smartphone e o computador, os quais são responsáveis por agilizar o atendimento aos clientes. Além disso, softwares como customer relationship management (CRM) ou gestão de relacionamento com o cliente são imprescindíveis para controlar e monitorar os imóveis captados e prestar atendimento aos clientes interessados.

Outras indicações de equipamentos que devem estar no radar do profissional são máquinas fotográficas de qualidade (preferencialmente com recursos de captação de imagens em 360º) e drones (para produção de vídeos). “Esses investimentos têm um custo mais alto, mas considerando o potencial de ganho na carreira do corretor e as oportunidades de negócios que podem gerar, demonstram um custo-benefício compensador”, argumenta.

Gustavo avalia que o cenário decorrente da pandemia do novo coronavírus exige do profissional atenção especial ao cumprimento dos protocolos de biossegurança. Nesse sentido, as ferramentas tecnológicas agregam qualidade, criatividade e diferenciação para os profissionais do setor imobiliário. “Cabe destacar que com o distanciamento social, o serviço imobiliário que souber fazer o perfeito uso da negociação e assinatura digital só tende a aproveitar melhor as oportunidades de vendas”, conclui.

Solicitamos aos docentes do Senac EAD, algumas dicas para profissionais interessados em potencializar os conhecimentos e as vendas. Acompanhe as recomendações:

– Invista na formação profissional: o curso Técnico em Transações Imobiliárias do Senac EAD é focado nas competências fundamentais da profissão do corretor de imóveis;

– Amplie seu círculo de relacionamento: ao iniciar uma profissão informe aos seus contatos sobre o trabalho que irá realizar e coloque-se à disposição para prestar consultoria;

– Agenciamento como mola propulsora: fique atento às oportunidades de prestar o serviço, também chamado de captação, para conhecidos ou amigos que estejam vendendo ou adquirindo um imóvel;

– Seja um especialista: uma excelente forma de se destacar no mercado é tornando-se um especialista em determinado tipo de produto ou região. Para que isso aconteça, é necessário posicionamento e criação de conteúdos relevantes para os clientes em potencial, impulsionados pela presença nas redes sociais.

Fonte: CBIC* – http://cbic.org.br/vendas-de-imoveis-no-brasil-sobem-84-em-2020-mesmo-sob-impacto-da-covid-19-2/

Leia também:

Indústria de Bens de Consumo passa por Transformações

Inteligência a Serviço das Cidades

Conheça o empresário que viabilizou o modelo de compartilhamento de aeronaves no Brasil

Este conteúdo de divulgação foi fornecido
Por In Press Porter Novelli
e não é de responsabilidade de revistaempreende.com.br