fbpx

SLC Ventures anuncia primeiro investimento

Braço de Corporate Venture Capital da SLC Agrícola estreia em rodada de investimento na Aegro, startup gaúcha desenvolvedora de software de gestão para fazendas

A SLC Ventures, braço da SLC Agrícola criado para investir em novos modelos de negócio digitais com foco no “dentro da porteira”, anuncia seu primeiro aporte. Os recursos foram direcionados à Aegro, startup fundada em 2014 e que comercializa software para a gestão de fazendas. O aporte é o primeiro passo da SLC Ventures em seu objetivo de criar um portfólio de investimentos de longo prazo que “represente o futuro do agro”.

“As transformações de modelo de negócio e o consequente redesenho da cadeia de valor do agronegócio que estamos observando são impressionantes. A Aegro é uma das histórias de sucesso recentes: são vencedores em entregar software de gestão para os produtores que ainda não usam essa ferramenta, a preços competitivos, e com interface intuitiva. A escalabilidade dessa plataforma é imensa, e visão de negócio dos empreendedores é fantástica”, disse Frederico Logemann, Head de Inovação da SLC Agrícola.

O aporte na Aegro, que já está na terceira rodada de captação de recursos, envolve outros players de Venture Capital já estabelecidos, como SP Ventures e ABSeed, e envolveu investimento total de R﹩ 12 milhões. Com os recursos, a startup pretende avançar em uma nova onda de sua plataforma, ampliando as soluções oferecidas para facilitar acesso a crédito, seguros e contas digitais.

“Nosso apoio à Aegro irá muito além do aporte financeiro: queremos aproximá-los da SLC e apoiá-los em várias frentes de gestão nas quais desenvolvemos know-how. Essa é a nossa tese de Corporate Venture Capital: investir em negócio nos quais possamos dar uma contribuição, e com os quais possamos aprender também. Isso está alinhado ao nosso Sonho Grande, que é impactar positivamente gerações futuras, com liderança mundial em eficiência e respeito ao planeta”, complementou Carlos Aranha, Ecosystem Leader da SLC, e que analisa os potenciais investimentos ao lado de Logemann.

A Aegro se notabilizou pelo sistema de gestão agrícola que ficou conhecido pela facilidade de uso e custo competitivo, e já se espalhou para mais de quatro mil fazendas e espalhadas por 20 estados brasileiros. A solução permite que os agricultores controlem seus principais processos agrícolas e comerciais de maneira integrada, facilitando a tomada de decisões.

Iniciativas em inovação e digitalização no campo

A criação da SLC Ventures veio como derivação de iniciativas anteriores voltadas à conexão com startups e ao fomento ao intraempreendedorismo dentro da SLC. Em 2020, a empresa realizou a segunda edição do AgroExponencial, programa de conexão com startups para solucionar desafios internos de forma eficaz e inovadora em atividades operacionais e administrativas da empresa. Das 172 empresas inscritas, foram realizadas 6 provas de conceito com o apoio de squads internos, e originaram 4 rollouts (uso ampliado da solução). A terceira edição do AgroExponencial será realizada no segundo semestre deste ano e deverá ter uma perna internacional.

A SLC Ventures tem dois eixos de atuação: um para investimento direto nas startups, como é o caso da Aegro, e outro focado na seleção e incubação de projetos de negócio de alto impacto, a serem desenvolvidos em ambiente apartado das operações agrícolas, o chamado “Venture Builder“.

Na área de inovação, a SLC Agrícola está realizando diversos movimentos, como o espaço no Instituto Caldeira, hub de inovação localizado em Porto Alegre (RS), voltado a fomentar a troca de conhecimento entre os diversos agentes do ecossistema inovador, o que traz ganhos para toda a economia gaúcha e brasileira e o Ideias&Resultados, que promove a inovação entre os colaboradores por meio de capacitações e formações em metodologias de inovação. Essa iniciativa contou com cerca de 200 ideias apresentadas em 2020, das quais seis já estão sendo aplicadas nos negócios da empresa.

Leia também:

Digitalização é palavra-chave para Empresas durante Pandemia

Indústria de Bens de Consumo passa por Transformações

Vamos Superar esse Momento, mas Não voltaremos ao estado de Antes

Este conteúdo de divulgação comercial foi fornecido
Por Grupo CDI – Comunicação e Marketing
e não é de responsabilidade de revistaempreende.com.br