fbpx

Como a Bauducco aumentou a produtividade usando Inteligência Artificial aliada a Internet das Coisas na Logística

Com a solução da startup Novidá, a empresa gerencia com precisão a operação de empilhadeiras na movimentação de cargas e aponta melhorias importantes no processo

Em 2019 a Bauducco lançou o B.Lab, seu 1º programa de aceleração que selecionou startups de todo Brasil para atuar em diferentes oportunidades de desenvolvimento da empresa. O programa teve grande visibilidade no mercado, em especial, por se tratar de uma gigante em Alimentos, além de uma marca amada em todo Brasil. No pitch day, onde concorreram 17 startups de maior potencial, 4 foram escolhidas para atuarem em desafios chave da empresa. Um dos grandes destaques foi a Novidá, que se focou na implementação de uma tecnologia inovadora para aprimorar a gestão da operação de empilhadeiras do Centro de Distribuição da cidade de Extrema, buscando, com isso, oportunidades de melhoria de performance com um todo.

Marcio Rodrigues, Gerente de Armazéns da Bauducco, observa que a maior dificuldade de um gestor de logística é ter mais produtividade e fazer mais com menos. “Para nós, o grande objetivo é saber se o operador está usando bem o tempo dele. Saber onde está, o que está fazendo e se está sendo produtivo. Essas análises, além de trazer mais resultado para as empresas, faz com que o funcionário se sinta mais valorizado, pois todos os indicativos de performance são monitorados e geram recompensas. E isso só é possível através do monitoramento automático das atividades dos funcionários com uso da tecnologia”, fala Marcio, complementando que essa tarefa é muito difícil ou quase impossível de ser feita manualmente, e por isso a tecnologia tem sido a grande parceira para ajudar na tomada de decisão.

Para auxiliar nesse desafio, a solução escolhida foi da startup de RH Tech Novidá que através de uma plataforma online que utiliza a Internet das Coisas (IoT), Inteligência Artificial (AI) e tracking de precisão (outdoor + indoor integrados), com tecnologia 100% plug and play, acompanha a microlocalização de colaboradores e equipamentos móveis dentro do ambiente de trabalho em tempo real, gerando um leque completo de análises orientadas à performance e bem estar do funcionário.

Centro de Distribuição Bauducco em Extrema, MG – Foto divulgação


Segundo Fábio Rodrigues, CEO da Novidá, a solução é voltada ao desempenho e redução de desperdícios. “Com a capacidade de entender integralmente tudo que acontece na operação como alocação de pessoas e equipamentos, a dinâmica operacional do CD e recursos para agir rápido sobre as oportunidades diárias de melhoria foram grandes entregáveis à gestão operacional da Bauducco, trazendo savings operacionais e qualidade de gestão à companhia. E tudo isso em um sistema online, de fácil instalação e manutenção que, indo além de muitas tecnologias, entrega poder de decisão na mão do gestor”, contou o executivo.

O desafio da Bauducco estava em medir, gerenciar e melhorar a execução das tarefas dos colaboradores que trabalhavam com empilhadeiras e assim conseguir avaliar de forma precisa o tempo gasto nas atividades e poder ajustar para ganhar em qualidade de vida para o trabalhador e ter impacto positivo nos negócios da empresa. “Falamos em qualidade de vida porque o funcionário que usa melhor seu tempo, tem mais satisfação no trabalho, desenvolvimento profissional e feedbacks positivos”, avalia Márcio.

De forma prática, a solução mostrou que é possível entender se tem muito operador indo para uma determinada rua do CD e ajustar a entrega, se tem congestionamento e o que é preciso ser feito em relação à dinâmica de ordens de serviço dentro do CD, conforme demanda do PCP. Esses são alguns exemplos. É possível também ver a produtividade de cada operador de forma online e caso esteja insuficiente o que é preciso fazer para aprimorar e assim atuar com foco em melhoria contínua.

Marcio aponta que essa melhoria não acontece se a liderança não der atenção à cadeia como um todo. “Todas as empresas querem fazer, mas não sabem como atuar na melhoria contínua e aplicar a filosofia lean. Para isso, a gente precisa fazer com que a liderança enxergue que essa filosofia vai trazer mais desenvolvimento e fazer com que a empresa ganhe mais produtividade, mas para isso é importante olhar para todos os setores. Desde lideranças High level a operadores do chão de fábrica e isso conseguimos com a plataforma da Novidá: dar relevância à melhoria contínua nas operações de intralogística da Bauducco”, finaliza.

Os temas de produtividade, lean e a busca pela melhoria contínua nas empresas nunca esteve tão em voga, mas esse novo holofote trouxe complexidades sobre como aplicá-la no dia a dia. A cultura da eficiência não deve ficar apenas no discurso do board, ela deve descer até o chão de fábrica, na prática. Para isso, as tecnologias habilitadoras da indústria 4.0 estão aí para, como nunca antes, viabilizar essas ações de forma assertiva, trazendo clareza sobre os processos, sua produtividade e dando luz ao papel central dos colaboradores na melhoria contínua.

Leia também:

Indústria de Bens de Consumo passa por Transformações

igitalização é palavra-chave para Empresas durante Pandemia

Blockchain: Uma Revolução Feita em Blocos

Este conteúdo de divulgação comercial foi fornecido
Por Conecta Agency
e não é de responsabilidade de revistaempreende.com.br