Adware Pirrit é a ameaça mais predominante em computadores macOS

Pesquisadores da Check Point Software alertam para a tendência de subestimar os riscos de cibersegurança nos dispositivos macOS; semanalmente são detectadas centenas de amostras de malware neste sistema operacional


A Check Point Research (CPR), divisão de Inteligência em Ameaças da Check Point® Software Technologies Ltd. (NASDAQ: CHKP), alerta para as centenas de amostras de código malicioso identificadas semanalmente que se destinam especificamente a computadores macOS. Os pesquisadores da CPR pedem às organizações e aos usuários que não minimizem os riscos de segurança inerentes a estas máquinas e este sistema operacional.

O principal risco cibernético associado aos dispositivos macOS utilizados em ambiente corporativo é o adware, um código malicioso que tenta, entre outras coisas, exibir conteúdo publicitário não solicitado. Detectar e desinstalar um adware pode ser muito difícil, já que este tipo de malware tenta se infiltrar nos computadores dispositivos de modo fraudulento, tornando quaisquer esforços de remoção tão difíceis quanto possíveis. O adware pode também capturar e enviar dados sensíveis como informação relativa ao sistema operacional, localização do dispositivo, entre outros dados que, se expostos, representarão um grande risco.

O adware Pirrit, uma variante de um adware para Windows ativo desde 2014, é o malware mais prevalente em dispositivos macOS corporativos. Identificado pela primeira vez em 2016, o Pirrit tem o foco essencialmente voltado para a exibição de conteúdo publicitário não solicitado, sendo capaz também de tomar controle de um dispositivo infectado ou roubar informação sensível.

Fonte: CyberReason

“Apesar de os números não serem tão dramáticos quanto no ambiente Windows, é necessário enfatizar a segurança independentemente do dispositivo e sistema operacional. Qualquer ataque bem-sucedido pode ter sérias consequências, especialmente num ambiente corporativo”, informa Fernando de Falchi, gerente de Engenharia de Segurança da Check Point Software Brasil. “Além disso, mesmo as ameaças aparentemente mais fracas podem ser utilizadas para infectar sistemas com malware mais destrutivo. A longo prazo, veremos um aumento de ameaças e ataques em dispositivos que rodam sistemas operacionais Apple, e um crescimento dos ataques em dispositivos móveis, nos quais os riscos são subestimados.”

Uma solução de segurança que priorize a prevenção deve ser uma parte fundamental de qualquer dispositivo, independentemente do sistema. Os pesquisadores da Check Point Software relembram ainda que os usuários não são apenas vulneráveis aos tradicionais vírus e malware, mas também às técnicas de engenharia social e ameaças como o phishing.

Este conteúdo de divulgação comercial foi fornecido
Por Market 21
e não é de responsabilidade de revistaempreende.com.br