fbpx

Feira online e gratuita, Inclui PcD, oferece mais de 3.600 vagas para pessoas com deficiência

2ª Edição do evento acontece entre 20 e 24 de setembro e já conta com postos em empresas como Magalu, IBM, Americanas, Grupo Big e Carrefour

Pessoas com deficiência no mercado de trabalho | Créditos: Bigstock

No Brasil, são mais de 45 milhões de pessoas com deficiência, de acordo com Censo do IBGE. O número representa quase 25% da população do país, mas ainda hoje essas pessoas lutam por autonomia, dignidade na sociedade e pela inclusão no mercado de trabalho. Gratuita e em homenagem ao Dia Nacional da Luta da Pessoa com Deficiência, 21 de setembro, a 2ª Edição da Inclui PcD , maior feira de empregabilidade para o público PcD será realizada de 20 a 24 deste mês, já reúne, até o momento, mais de 3.600 vagas.

Os postos de trabalho são para empresas como Magalu, IBM, Americanas, Grupo Big e Carrefour e inclui vagas que vão de trainee até gerência para cargos como Consultor(a), Desenvolvedor(a) Front e Back End, Gerente de Projetos, Engenheiro de Dados, Desenvolvedor(a) e Consultor(a) de Vendas, Vendedor(a). Com patrocinadores como Carrefour, Magalu, MercadoLivre, Itaú, Renner, P&G, EY, Eixo SP, J.P. Morgan e Johnson Controls, a expectativa para 2021 é superar as mais de 8 mil conexões, 5 mil postos de trabalho e 200 empresas participantes da edição 2020. Para isso, empresas e candidatos interessados podem cadastrar vagas e fazer as inscrições gratuitamente no site: incluipcd.com.br

Assim como a edição passada, o encontro segue no formato digital, com lives e palestras interativas para os 65 mil candidatos cadastrados na base da Egalitê, startup realizadora do evento, que em seus 11 anos de atuação vem desempenhando um papel de forte impacto social e já inseriu 8 mil pessoas com deficiência no mercado de trabalho.

Responsável por conectar por meio de sua plataforma digital empresas e pessoas com deficiência em todo Brasil, a Inclui PcD faz parte da missão da Egalitê de viabilizar o acesso a vagas de emprego e capacitações para pessoas com deficiência, além de facilitar o processo seletivo para RHs. Com isso, a feira atua diretamente no combate ao preconceito no mercado de trabalho e ajuda a atribuir protagonismo às pessoas com deficiência: “Ao fazer a ponte entre esses profissionais e as organizações, reforçamos o quanto acreditamos no potencial das pessoas com deficiência, e ajudamos que as organizações a realizarem um trabalho efetivo de inclusão na sociedade”, comenta Guilherme Braga, CEO da Egalitê.

Este conteúdo de divulgação comercial foi fornecido
Por Pineapplehub
e não é de responsabilidade de revistaempreende.com.br