Asia Shipping registra crescimento de 30% nas operações aéreas

Boom do mercado é reflexo do reaquecimento da economia e da sobrecarga em outros modais


A chegada da vacina e o aumento da flexibilização nas cidades brasileiras acarretou o aquecimento do setor de transporte de cargas aéreas. Segundo dados da Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA), o mercado apresentou um crescimento de 8% neste primeiro semestre de 2021, se comparado ao mesmo período do ano passado, o melhor resultado desde 2017.

Na Asia Shipping, multinacional brasileira integradora de cargas aéreas, marítimas e rodoviárias, os números são bem mais expressivos, o que mostra toda a expertise e eficiência da companhia em suas operações e captações de clientes. No primeiro semestre deste ano, a multinacional registrou um incremento de aproximadamente 30% em suas operações de exportação aérea, em comparação com o ano anterior. O aumento foi o mesmo alcançado em 2019, ano em que o mercado teve uma queda de 3,3%.

Além do aquecimento da economia, esse aumento nas cargas aéreas também está relacionado a sobrecarga de outros modais. “Percebemos que muitos clientes retomaram suas operações quase ao mesmo tempo e com volumes transportados similares ao período anterior à pandemia, resultando na falta de espaço em alguns tipos de transporte. Quando temos clientes nessa situação, reunimos todo o nosso time, incluindo a equipe de outros modais, para levantarmos a melhor estratégia de acordo com a carga, o volume e o transit time solicitado, um dos diferenciais do nosso negócio”, comenta Eduardo Rosa, responsável pelo Desenvolvimento de Negócios Exportação Aérea da Asia Shipping.

Com algumas cargas do marítimo sendo repassadas para o aéreo, novas rotas surgiram no modal. Bogotá (Colômbia), Santiago (Chile) e Quito (Equador) são os principais destinos oferecidos na exportação, e entre os produtos mais transportados estão os eletrodomésticos, calçados, itens têxtil, maquinários e motores. Com o ‘boom’ do mercado, a empresa começou também a movimentar calçados para a Europa, principalmente para Milão e Londres.

Com o ‘pé’ em todos os modais e sempre em crescimento, a Asia Shipping mostra que é uma potência do transporte de cargas. A multinacional começou suas atividades com o agenciamento de carga em 1996 e, em 2005, já era líder na importação marítima. Em 2008, iniciou as operações de Despacho Aduaneiro e, três anos depois, o transporte de Cargas Projeto e armazenagem. Em 2017, atingiu a 40ª posição entre os maiores agentes de carga no mundo. Em 2019, abriu o escritório na Alemanha e concluiu a implantação de uma plataforma global. Somente no ano passado movimentou mais de 200 mil TEUs, o que demonstra seu potencial de crescimento, mesmo em cenários adversos.


Este conteúdo de divulgação foi fornecido

Por DFREIRE Comunicação e Negócios
e não é de responsabilidade de revistaempreende.com.br