Desafios e benefícios da nuvem como promotora de inclusão financeira na América Latina

Alguns desafios que a região ainda enfrenta para obtenção da nuvem são a falta de entendimento sobre seu funcionamento, preocupações com governança de dados e escassez de equipamentos de conectividade

Com o apoio da Salesforce, a Access Partnership apresentou o estudo intitulado ” O Futuro das Finanças: a Adoção da Nuvem na América Latina”, lançado no âmbito do XXI Congresso Latino-Americano de Tecnologia e Inovação (CLAB 2021) da Federação Latino-Americana de Bancos (FELABAN). A pesquisa apresenta os benefícios da nuvem e fornece recomendações práticas para sua adoção eficaz e segura no setor bancário.

Com a pandemia e o trabalho em casa, os sistemas computacionais tradicionais das instituições financeiras foram revolucionados, dando um grande salto em direção à informação na nuvem. Da mesma forma, o mercado local tem feito parte do extraordinário sucesso que as fintechs têm obtido e tem participado da forma como o público tem adotado de forma rápida e eficaz os serviços que prestam.

Hoje, esse tipo de entidade financeira oferece serviços mais eficientes e inovadores, melhorando significativamente a qualidade de vida dos seus clientes. Da mesma forma, o relatório mostra que as instituições financeiras que utilizam serviços em nuvem conseguiram aumentar a eficiência do trabalho dos colaboradores em 40%. A recepção por empresas de todas as verticais na região tem sido tamanha, que o IDC, mencionado no relatório da Access Partnership, estima que até 2022, quase 75% das empresas da América Latina mudarão para uma infraestrutura focada em nuvem, e que os aplicativos que existem atualmente serão adotados pelo público com rapidez excepcional.

“Programas de treinamento para desenvolver habilidades na nuvem e conectar a tecnologia com processos de negócios são essenciais para uma maior presença da nuvem no setor de financial service na região”, disse Teresa Verthein, Gerente de Relações Governamentais da Salesforce para o México, Colômbia e América Central. “Plataformas gratuitas para o desenvolvimento de competências, como a Trailhead, da Salesforce, contribuem para a superação desse desafio”, complementa a executiva.

“O setor de serviços financeiros vive um novo cenário competitivo em toda a região da América Latina em busca do mesmo público: o cliente”, afirmou Luiz Victor Rodrigues, Diretor de Desenvolvimento de Negócios da Salesforce na América Latina, durante o encerramento do evento. “As novas empresas de serviços financeiros inovam em suas propostas de valor, e o setor tradicional não fica atrás, alcançando uma visão 360° de seus clientes com a transformação digital. As soluções em nuvem são chave para gerar melhor valor para as empresas e seus clientes”, finalizou Luiz, que também participou do CLAB 2021.

De acordo com a Review of Business and Economic Literature, a adoção da nuvem pode gerar 0,05% a mais de crescimento do PIB no curto prazo e 0,3% a mais no médio prazo. Dito isso, os benefícios da nuvem são impulsionadores da inclusão financeira, já que sua capacidade de processamento de dados permite a obtenção de previsões precisas, aceitando PMEs potencialmente bem-sucedidas que, de outra forma, seriam recusadas por falta de recursos. Com isso em mente, a expectativa é que o mercado de nuvem na América Latina cresça a uma taxa anual de 23% de 2019 a 2023.

Nos últimos tempos, a nuvem deixou de ser uma opção para se tornar uma necessidade a fim de responder às demandas do mundo 4.0. No entanto, ainda existe uma grande comunidade que não tem clareza sobre seu funcionamento e seus benefícios. De acordo com uma pesquisa realizada pela Accenture, que incluiu a opinião de executivos C-level de bancos de 17 países, mais de 40% dos colaboradores consideraram “a falta de conhecimento dentro da organização sobre a nuvem” como um dos três principais obstáculos em seu trabalho.

Na mesma linha, alguns dos desafios que os países latino-americanos enfrentam para uma maior adoção da nuvem são:

• Falta de compreensão e entendimento sobre o funcionamento da nuvem.
• Empresas desatualizadas diante das novas tendências no processamento de dados confidenciais.
• Ambiguidade nos posicionamentos dos governos.
• Preocupações com a governança de dados.
• Escassez de equipamento de conectividade.

Neste contexto, a Access Partnership oferece as seguintes soluções para acelerar a adoção da nuvem nos países da região:

1. Compreensão sobre como a adoção da nuvem otimiza a gestão dos cidadãos em suas obrigações bancárias.
2. Políticas de Cloud First para instituições bancárias (estabelecer o uso apropriado na região).
3. Extensos programas de treinamento para desenvolver habilidades e talentos na nuvem.
4. Fortalecimento das conversas sobre segurança para aumentar a confiança no novo sistema.
5. Realização de alianças com várias partes interessadas para compartilhar boas práticas.
6. Combinar os regulamentos regionais.
7. Melhora do acesso à conectividade e aos recursos.

A nuvem mostrou que seu uso pode aumentar a produtividade dos colaboradores, reduzir a lacuna do ecossistema e promover a transformação digital, fatos que preveem um futuro tecnologicamente sustentável. Da mesma forma, ao democratizar esta ferramenta, de acordo com Access Partnership, as PMEs aumentarão sua inovação e as instituições financeiras serão mais acessíveis às populações vulneráveis.

O estudo está disponível para download em inglês e espanhol no seguinte link: https://www.accesspartnership.com/the-future-of-banking/


Este conteúdo de divulgação comercial foi fornecido

Por JeffreyGroup Brazil
e não é de responsabilidade de revistaempreende.com.br