Entenda como a pandemia transformou o setor de eventos e o que as empresas estão fazendo para se reinventar e se destacar

Especialistas da On e-Stadium explicam as mudanças no mercado e como remodelaram o próprio negócio

A pandemia de covid-19 transformou o mundo e a vida de todos de diversas formas. Contudo, um dos setores que mais sofreu foi o de eventos. Em decorrência da necessidade de não haver aglomeração, todas as atividades foram suspensas, paralisando empresas e toda a cadeia de profissionais envolvidos nessas atividades. Em contrapartida, todo universo online cresceu ainda com mais força e velocidade, gerando novas ideias, negócios e consolidando mudanças de comportamento.

Neste contexto, muitos negócios fecharam, se reformularam ou surgiram no mercado. A On e-Stadium foi um dos casos de transformação. “Construímos um complexo de mais de 3 mil m² voltado especificamente para o mundo gamer, o maior da América Latina. Pouco depois da inauguração e realização de alguns campeonatos, a pandemia chegou e nos colocou em casa. O setor de games continua em franca ascensão, mas no formato 100% online. Por isso, tivemos que nos reorganizar e mudar o foco. Após alguns ajustes estruturais, e parcerias importantes, como a com a Apple produções, nos tornamos referência no mercado de streaming corporativo, eventos online e híbridos”, explica Rafael Garcia, diretor e um dos proprietários da On e-Stadium.

Após o primeiro momento de estranheza e impacto sentido por todos no início da pandemia, o ao notarem que a situação duraria mais do que o previsto, as empresas começaram a buscar novas formas de se comunicar com seus colaboradores e clientes. Depois de um período de experimentos e produções mais caseiras, todos começaram a entender que era preciso apostar na produção e se reinventar a cada Live.

“As pessoas descobriram que assistir cursos, palestras, shows e congressos remotamente é algo positivo na rotina. Contudo, há uma grande competição pelo volume de Lives que acontecem simultaneamente e, mesmo em eventos para um público fechado, é preciso manter a atenção de todos. Por isso as agências e empresas tem inovado a cada dia nessa interação dos eventos híbridos e virtuais. Para que isso possa acontecer de forma adequada, precisam de um espaço que ofereça toda infraestrutura necessária e com tecnologia de ponta. É aí que nós entramos. Oferecemos absolutamente tudo o que um cliente possa precisar em termos de estrutura e equipamentos modernos”, destaca Rafael.

Rodrigo Garcia, também diretor e proprietário da On e-Stadim, ressalta que a melhora no cenário da pandemia também possibilitou a retomada dos eventos presenciais e híbridos. “Temos realizados eventos para cerca de 100 pessoas, respeitando o distanciamento e os protocolos de biossegurança. Isso é possível porque contamos com uma arena ampla, somos rigorosos em relação aos testes rápidos e demais normas de segurança. É importante que todos se sintam seguros durante um evento. Oferecer isso para um cliente, hoje em dia, é tão importante quanto ter um espaço com isolamento acústico adequado”, afirma Rodrigo.

Este conteúdo de divulgação comercial foi fornecido
Por Maré Núcleo Criativo
e não é de responsabilidade de revistaempreende.com.br