SMZTO anuncia investimento em doceria especializada em Banoffee

Fundado em 2018, em São Paulo, Nanica conta com 12 unidades no Brasil e vai registrar faturamento de R$ 20 milhões em 2021

O Private Equity SMZTO acaba de anunciar um investimento estratégico no Nanica, doceria especializada em Banoffee, torta de origem inglesa à base de banana, creme e caramelo popularizada no Brasil em Curitiba. Fundada em 2018, em São Paulo, a marca cresceu de forma orgânica, tornou-se referência nacional e conta atualmente com 12 unidades – uma no Paraná, nove em São Paulo e duas no Rio de Janeiro. Os valores da transação não foram divulgados.

Criado com um investimento inicial de R$ 15 mil pelos amigos Leonardo Macedo e Tito Barcellos, que se conheceram no tempo da faculdade de gastronomia, na capital paranaense, o Nanica também ganhou como sócio o ator e cantor Tiago Abravanel, fã da marca que resolveu investir e se juntar à dupla de empreendedores. Em 2021, o Nanica encerra com faturamento de R$ 20 milhões. Com o acordo, a SMZTO – principal grupo de investimentos em franquias no País – passa a atuar na expansão da marca em território nacional.

“Ter a SMTZO conosco, nessa nova fase, só nos faz acreditar que o trabalho que fizemos até agora valeu a pena. Tenho a certeza de que esse novo casamento vai ser muito positivo para podermos estar cada vez mais próximos de quem gosta da nossa marca, alcançando mais voos por onde nem podemos imaginar. A gente está muito, muito feliz”, comenta Tiago Abravanel.

O CEO da SMZTO, Bruno Semenzato, enxerga um enorme potencial na nova marca investida pelo grupo. “Estamos otimistas com esta nova aquisição e acreditamos que será uma sociedade de muito sucesso. Alguns fatores foram primordiais na decisão do Nanica. Primeiro, as pessoas que estão por trás do negócio, que são sócios engajados e preocupados em construir uma marca forte. Segundo: o branding aplicado na rede se assemelha com algumas das marcas que temos em nosso portfólio”, diz Bruno. “Por isso, acreditamos que temos um grande setor para dominar. E o modelo de negócio também chamou muita atenção pela praticidade e rentabilidade da operação.  Para 2022, esperamos alcançar 40 unidades e faturamento de R$ 30 milhões. Ao longo de cinco anos, queremos chegar a 150 lojas e faturamento superior a R$100 milhões.”

Meta de ser a maior rede de docerias do País

O presidente do Conselho do SMZTO, José Carlos Semenzato, comenta que o grupo prioriza investimentos em empreendedores comprometidos, cujos negócios apresentem soluções altamente escaláveis. “Buscamos empresas que estejam em um estágio de forte crescimento”, afirma Semenzato. “Somos bastante ativos na gestão e nos vemos muito mais como sócios estratégicos do que apenas financeiros.”

Para Leonardo Macedo, a sociedade com o Private Equity SMZTO marca um grande momento para a empresa. “É motivo de muito orgulho nos tornarmos sócios do Semenzato, que definitivamente é o maior nome no País para expansão de negócios e também um ser humano ímpar”, comenta o empresário. “Esse ‘casamento’ sela a grande fase de nossa rede e, com a expertise do SMZTO e o forte nome que criamos, em poucos anos tornaremos o Nanica a maior rede de docerias do País. Lojas próprias e franquias, o projeto que agora tiramos do papel é ousado e temos ainda a vontade de abrir lojas no Exterior”.

                O sócio Tito Barcellos afirma que a parceria dará novo impulso ao crescimento da marca. “Agora seguiremos com ainda mais ânimo e motivação para crescer de forma ainda mais acelerada, usando e abusando da expertise do nosso novo sócio, principalmente na parte das franquias”, diz Barcellos. “Em paralelo, iremos continuar fazendo o que descobrimos sermos ótimos fazendo, que é abrir lojas próprias. Queremos muito em breve estar presente em todos os estados do país e, quem sabe, internacionalizar a marca também.”

Sobremesa mais pedida em São Paulo

Se a ideia inicial era especializar-se em Banoffee, o Nanica conta hoje com seis versões autorais criadas pelos sócios fundadores. Além da receita carro-chefe com banana nanica, doce de leite caseiro e chantilly com cacau polvilhado sobre a leve massa de bolacha ao leite, o cardápio explora as receitas exclusivas de Nutella (massa de bolacha ao leite, Nutella, banana-nanica, chantilly com leite em pó polvilhado), Monoffee (massa de bolacha preta, leite condensado cremoso, morango, chantilly e suspiro), Uvoffee (massa de bolacha, leite condensado cremoso, uva verde, chantilly e amêndoas tostadas), Churroffee (massa de bolacha ao leite, leite condensado cremoso de churros, banana, chantily e cereal de churros) e Mineiro de Botas  (massa de bolacha ao leite, goiabada cascão, banana, chantilly de queijo e calda de goiabada).

As tortas são vendidas em fatias (de R$ 16 a R$ 19) ou inteiras, a partir de R$ 140, com uma média de 10 a 12 fatias. Além de poderem ser consumidas na loja, também são entregues pela Rappi – a parceria com o aplicativo de delivery levou a marca a assumir o posto de sobremesa mais pedida da cidade de São Paulo.

Este conteúdo de divulgação comercial foi fornecido
Por Economidia Comunicação
e não é de responsabilidade de revistaempreende.com.br