fbpx

Empreendedorismo feminino: dicas de ouro para abrir o próprio negócio em 2022

Além de empreenderem mais que os homens em 2021, as mulheres mostraram que esse desejo deixa de ser uma necessidade para virar um sonho. Especialista compartilha tudo o que você precisa saber para dar o primeiro passo

2021 foi um ano repleto de desafios, principalmente para quem decidiu se jogar de cabeça no próprio negócio. As mulheres estão cada vez mais se dedicando em tirar os sonhos do papel, principalmente as que se encaixam na faixa etária de 18 a 30 anos. Isso é o que mostra uma pesquisa realizada em parceria pelo Movimento Aladas e Sebrae SP, na qual 62% das empreendedoras foram movidas pelo desejo de realização pessoal durante a pandemia.

O levantamento, feito com mais de 1,1 mil mulheres e que tem como objetivo explorar o dia a dia e os desafios das empreendedoras e seus negócios, mostrou ainda que 33% dos novos empreendimentos foram abertos pelo público feminino, contra 29% por homens. Para Daniela Graicar, fundadora do Aladas, esse desejo deixa de ser uma necessidade para virar um sonho. “Elas estão desenvolvendo novas habilidades, estudando e se dedicando ao seu negócio, como os homens já fazem há muito tempo”, explica.
 

Cada vez menos as mulheres pensam em desistir, pois estão preparadas em relação às suas habilidades emocionais. Para a fundadora do Aladas, esse é um aspecto importante no sucesso dos negócios. “Elas estão criando coragem para pivotar suas carreiras, aprendendo a dizer ‘não’ e a gerir seus negócios com segurança e leveza”, diz.
 

Os dados animadores servem de estímulo para quem ainda não tirou os planos do papel dar o primeiro passo e dão coragem para superar as clássicas dúvidas que surgem, os medos, as incertezas e aquela voz interior de “será que esse é o caminho certo?”. E a proximidade de um novo ano é sempre um combustível para o desejo de mudar os rumos profissionais. Mas, afinal, por onde começar para entrar em 2022 empreendendo?

Mas se você está com dificuldade de colocar as metas no papel, ou ainda definir um caminho, o primeiro grande passo é estabelecer uma estratégia. Por isso, Daniela Graicar compartilha dicas de ouro de como desenhar os planos para empreender no próximo ano. Olha só:

Tenha prioridades: analise suas prioridades e o que você deseja ter, ou manter, em cada dimensão da sua vida – seja nos relacionamentos, família, carreira, etc. Lembre-se: quem tem mais que cinco metas, não tem meta alguma! Ninguém cria um unicórnio, faz um filho e ganha uma maratona no mesmo ano.
 

Seja mais objetiva e menos ambiciosa: evite chegar em dezembro e se frustrar com seu próprio desempenho. É você quem define as expectativas!
 

Tenha indicadores claros: estabeleça métricas para saber se você vai atingir o que planeja. Tente substituir “ler mais” por “ler 5 livros”; “fazer cursos” por “fazer dois cursos”; “economizar” por “terminar o ano com R$ 10 mil na conta”; “ser mais feliz” por “dedicar x horas a fazer aquele esporte que amo”, e por aí vai!
 

Plano de ação: crie um plano de ação e revisite-o todos os meses. Não deixe para revisar as metas em novembro! É importante ter constância.

Trace um mapa de ação: a ideia é que você levante uma lista e priorize cada uma das perguntas abaixo:

  • Que cursos ou mentorias você precisa fazer? Até quando?
  • De quanto dinheiro precisa?
  • Que time você vai contratar?
  • Até quando você fará testes de produto ou formato de serviço?

“Traçar metas claras para 2022 e traçar uma estratégia para atingir cada uma é um primeiro grande passo para quem deseja ter sucesso no empreendedorismo. Afinal, para quem não sabe aonde está indo, qualquer caminho serve! Comece o ano sabendo o que esperar dele e de você”, finaliza Daniela.

Este conteúdo de divulgação comercial foi fornecido
Por DIGITAL TRIX
e não é de responsabilidade de revistaempreende.com.br