Virgo movimenta mais de R$ 22 bilhões e consolida liderança em serviços de securitização no mercado de capitais brasileiro

No último ano, empresa participou de cerca de 200 transações e atingiu mais de 30% de market share no segmento

Em 2021, o braço de securitização da Virgo, empresa de serviços e soluções para o mercado de capitais, participou de mais de 200 transações que, juntas, totalizaram mais de R$ 22 bilhões liquidados. A companhia conquistou mais de 30% de market share no segmento – valor que corresponde à soma do market share das outras duas maiores securitizadoras em atividade -, consolidando sua liderança no mercado nacional de securitização.

Dentre os esforços que contribuíram para o saldo positivo da companhia está o bom relacionamento com os principais participantes do mercado e a equipe especializada de estruturação de operações, que hoje é uma das maiores do mercado, com 10 pessoas e uma base competitiva de custos. 

A companhia está em transição da operação 100% analógica e sem banco de dados para um modelo digital de Securitization as a Service. O foco será a automação dos processos e a disponibilização e utilização de dados como fonte de predição de movimentos de apreciação ou deterioração das operações sob gestão, assim como de geração de análises e pesquisas para o mercado. No último ano, a Virgo entregou um motor com cálculo automático para mais de 90% de suas operações e desenvolveu a primeira versão do portal de informação para os stakeholders, além das primeiras ferramentas de monitoramento, ainda em versão beta. Para 2022, a aposta da empresa é o investimento em módulos de orquestração, monitoramento automatizado e autoexecutável dos processos e de acesso às informações para todos os participantes do mercado.

De acordo com Daniel Magalhães, CEO e Head de Transformação Digital da Virgo, o objetivo da companhia é tornar a experiência de securitização mais simples, transparente e digital. “Nós saímos de quarto para primeiro colocado em securitização no mercado de capitais brasileiro em apenas dois anos. Alcançamos a liderança em 2020 e a consolidamos em 2021, principalmente com as operações de CRA e CRI, mas abrindo também novos serviços como securitização financeira e de dividendos. Nessa trajetória, erramos algumas vezes, mas aprendemos muito e estamos capitalizados para continuar liderando o setor”, diz.

Hoje, o negócio concentra R$ 45 bilhões em 315 operações sob gestão e atua com quase todos os coordenadores, gestores e estruturadores do mercado. Além de Certificado de Recebíveis Imobiliários (CRI) e Certificado de Recebíveis do Agronegócio (CRA), a Virgo passou a oferecer securitização de outros tipos, como financeira, que atende fintechs e a “bancarização” de diversos players tradicionais, e de dividendos, que diz respeito ao lucro líquido das empresas dividido entre os acionistas.

“Queremos nos consolidar como a maior infraestrutura de securitização do Brasil e devolver ao mercado, por meio de dados e analytics da nossa carteira, uma melhor percepção do comportamento das operações e do risco de underwriting. O objetivo é contribuir para que mais investidores olhem para o setor de securitização, de forma que ele se torne maior e mais acessível para diferentes perfis de empresas. Assim, o desenvolvimento do mercado de capitais brasileiro será impactado ”, completa Magalhães. 

Este conteúdo de divulgação comercial foi fornecido
Por FirstCom Comunicação
e não é de responsabilidade de revistaempreende.com.br