Bloom Care anuncia Danielle Pinheiro, ex-Bradesco, como gerente de comunicação aos 9 meses de gravidez

Após aporte pré-seed de R$3milhões, maior clínica digital de saúde feminina e familiar do Brasil e criadora do movimento #ContrateGrávidas expande time

Danielle Pinheiro, gerente de comunicação da Bloom Care (Arquivo Pessoal)

A Bloom Care, maior clínica digital de saúde feminina e familiar do Brasil, anuncia a contratação de Danielle Pinheiro para assumir o cargo de gerente de comunicação da femtech. Com ampla experiência em estratégia de comunicação digital, live marketing e cocriação com criadores de conteúdo, a profissional, que é fundadora da agência de planejamento em redes sociais Engajô, já atuou no time de redes sociais do Bradesco e agora se junta ao time da Bloom Care com 38 semanas de gravidez. E, como deve ser, saiu em licença-maternidade imediatamente.

Danielle inicia oficialmente na Bloom Care apenas em agosto, já que a healthtech oferece seis meses de cuidado exclusivo ao bebê. “O reconhecimento ao meu trabalho com esse tempo de gestação trouxe leveza e alegria para o momento tão esperado que foi a chegada do meu filho. Sair de licença-maternidade sabendo que assumirei a gestão de comunicação de uma empresa que cuida das mães me deixa extremamente feliz e motivada a levar essa missão adiante”, afirma a nova gerente.

A colocação está alinhada com os valores da Bloom Care, que lançou no ano passado a campanha #ContrateGrávidas. O objetivo da ação é combater o preconceito e normalizar a seleção de gestantes. Afinal, elas têm o direito de participar de processos seletivos justos, transparentes e respeitosos. Não à toa, o call-to-action da ação é convidar empresas a incluírem em seus anúncios de vagas que gestantes podem e devem se sentirem à vontade para participar da concorrência. Além de, claro, garantirem que essas pessoas serão bem recebidas e avaliadas pelos seus talentos e possibilidades de crescimento. Entre as marcas participantes, estão 99, LivUp, Astra, Raizs, Olist e FCB.

A contratação de Danielle foi realizada por Juliana de Faria, fundadora da ONG Think Olga e co-fundadora da consultoria Think Eva, que deixou as organizações em 2020 e hoje é Chief Engagement Officer da Bloom Care. Juliana também recebeu o convite para se juntar ao time durante a sua gravidez. Ela estava com 28 semanas de gestação, ou seja, 7 meses. “Foi uma honra receber essa proposta no fim da gravidez e também um gesto de confiança no meu talento. Sabemos que as gravidezes podem ser momentos de desafios físicos e emocionais, mas nos acolher e nos ofertar cenários dignos para trabalharmos seja grávidas, seja no pós-parto é também uma responsabilidade social do mercado”, comenta Juliana.

Para ela, cuidar da saúde de mulheres e famílias tem sido um desafio que a Bloom Care desempenha com maestria. “Temos uma cultura de cuidado, além de vários benefícios para a família. Por isso, me senti tranquila em ofertar essa vaga para a Dani. Primeiro porque ela é extremamente competente e criativa e a queria no time. Segundo porque tenho certeza que aqui é um lugar onde ela terá todo o espaço do mundo para exercer a maternidade sem pressão do ambiente de trabalho”, garante.

A contratação faz parte do projeto de expansão da marca após aporte pré-seed de R$3 milhões recebido no final de 2021. Roberta Sotomaior – CEO e cofundadora da marca junto com Antonia Teixeira – explica a importância deste olhar para gestantes no mundo corporativo: “contratar gestantes é o pico de um imenso iceberg. Estamos falando sobre o setor privado assumir seu papel como rede de apoio das famílias e promover um olhar holístico para o recebimento, retenção e promoção dessas mães no mercado de trabalho”.

Este conteúdo de divulgação comercial foi fornecido
Por Pineapplehub Comunicação
e não é de responsabilidade de revistaempreende.com.br