O primeiro fast food 100% automatizado do mundo é criação brasileira

Com 18 opções de lanches e 15 de bebidas, os lanches são preparados por robô, na hora, e ficam prontos em 3 minutos. Negócio também opera no franchising;

Com a constante evolução tecnológica, muitos processos do nosso cotidiano estão evoluindo para oferecer mais agilidade, qualidade e precisão às pessoas e para as empresas. Ainda mais nos dias atuais, com a crise causada pelo novo coronavírus que criou um distanciamento, necessário, entre as pessoas minimizando os contatos.

E a cada dia que passa, novidades aparecem mostrando que a automação está presente na sociedade muito mais do que imaginamos, ou até percebemos. E neste sentido que o empresário de Caxias do Sul (RS), Fabio Rezler lançou a Bionicook, o primeiro fast food automatizado do mundo e a primeira rede de franquias fast food robotizado do planeta, com atendimento e preparação de lanches sem a intervenção humana.

Em 2017, o empresário iniciou o projeto operando no modelo convencional de atendimento, mas sentiu a necessidade de oferecer algo diferente para o mercado. “Nós iniciamos com atendimento tradicional, como todos os fast foods, mas no decorrer do tempo percebemos que deveríamos fazer algo surpreendente e trazer alguma novidade para o setor. Neste momento  tive contato com a robótica”, conta Fabio.

E após quatro anos de testes e ajustes, o modelo de negócio chega ao Estado de São Paulo, na capital e na cidade de Guarulhos, operando na estação de metrô Carrão e no aeroporto internacional, respectivamente.

“Trabalhamos duro para fazer o Bionicook estar em todas as condições de ser um grande negócio para qualquer investidor. Ainda mais agora, atendendo às recomendações de segurança e higiene por conta do novo coronavírus. Já somos um sucesso fora do Brasil e seremos aqui também”, afirma o executivo.

Bionicook_GRU – Foto Divulgação

Ideia

De maneira bem simples, o consumidor faz seu pedido por meio de um tablet e o robô executa a solicitação. Com 18 opções de lanches e 15 de bebidas, o preparo é na hora, sem a intervenção humana. “É um fast food de lanches, que vem congeladas e embaladas de fábrica. O robô inicia a produção após o pedido e o pagamento do cliente”, conta Hezler.

O CEO do Bionicook esclarece que este novo modelo de negócio vai gerar ainda mais empregos, já que serão necessárias outras funções complementares. “Os robôs vêm para agilizar e fazer os trabalhos mais repetitivos. A célula robotizada no fast food tem um novo conceito e que, na outra ponta, vai gerar outras tarefas, que serão executadas por pessoas, como na fabricação e preparação dos lanches, bem como para a logística. Além disso, abrirá novas demandas de cargos administrativos e técnicos, para a manutenção das células e dos robôs, por exemplo”, finaliza.

Primeira franquia 100% financiada pelo BNDES

A Bionicook anunciou que a partir de agora os interessados podem se tornar franqueados da marca sem dispor do valor do investimento em mãos, já que a empresa é a primeira do setor no Brasil a ofertar um modelo 100% financiável pelo BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) responsável pelo financiamento de longo prazo e investimento em todos os segmentos da economia brasileira.

Para Fabio esta é uma grande e única, até agora, oportunidade para democratizar grandes investimentos em uma rede forte, sólida e totalmente inovadora.

“Estamos em um processo de captação muito forte e buscando opções para facilitar que novos investidores façam parte do nosso projeto, que é 100% nacional. Hoje, com a parceria com o BNDES os nossos franqueados não precisam ter o dinheiro na mão e poderão ir pagando o financiamento com o lucro da operação”, comenta.

Os investidores que ingressarem com o financiamento pelo BNDES terão até 10 anos para pagar, com carência de até dois anos, e garantia de devolução durante o período de carência em eventual desistência do franqueado. “E o melhor é que a própria operação pagará este investimento”, complementa o CEO da Bionicook.

Bionicook_GRU – Foto Divulgação

Aprovação de especialista

O economista Lamartine Dourado Cavalcante disse que esta é uma das melhores maneiras que o investidor pode ter neste momento para entrar em um negócio.

“São três fatores muito positivos que o investidor encontrará neste financiamento com o BNDES, entre eles baixa taxas de juros, prazo total para pagamento de até cinco anos, com carência de 1 a 24 meses e, mais importante, que nem todos têm, hoje, capital para investir em um empreendimento, logo, esta ação da Bionicook chega em uma boa hora”, afirma Lamartine.

Este conteúdo de divulgação comercial foi fornecido
Por Vital Comunicação
e não é de responsabilidade de revistaempreende.com.br