Podcast ‘Tudo Conectado TecBan’ apresenta o panorama sobre o Open Insurance no Brasil

Episódio discute os desafios e oportunidades que surgem a partir do novo ecossistema, além dos cenários para as empresas, corretores de seguros e usuário final

Já está disponível nas principais plataformas de streaming de áudio o sétimo episódio do Podcast ‘Tudo Conectado TecBan’. Na conversa, Fernando Tassin, Gerente de Open Insurance na TecBan, e Ed Carlos, Executivo do mercado de Seguros e doutorando pela FEI, abordam o Open Insurance e seus desdobramentos no Brasil, país pioneiro na implementação do ecossistema aberto dedicado ao setor de Seguros.

Segundo os especialistas, o Open Insurance é um novo conceito, no qual o cliente poderá autorizar o compartilhamento de suas informações com as seguradoras para que elas possam analisá-las e assim criar produtos cada vez mais aderentes às suas necessidades e ao seu bolso. Processo que deverá respeitar a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados) e o consentimento das pessoas, que pode ser retirado a qualquer momento. O objetivo é gerar cada vez mais benefícios ao consumidor final, que são as pessoas que compram os produtos de seguros, previdência e capitalização.

Durante o bate-papo, Ed Carlos pontua que o Open Insurance é uma novidade promissora no mercado. “A partir dele, podem surgir novas soluções como comparador de preços, aplicativos para ter mais serviços de conveniência, simplificação de processos como abertura de sinistros e portabilidade de previdência, entre outros benefícios”, afirma.

Tassin destaca alguns desafios do mercado, “Inicialmente, estão previstas três etapas. A segunda fase começará em setembro deste ano, já considerando o compartilhamento das informações dos clientes. Um desafio para as empresas participantes é o investimento em tecnologia e a adequação aos processos internos, bem como a escolha criteriosa dos parceiros certos para essa implementação. As empresas também terão de analisar as informações dos clientes para a criação de produtos e serviços mais adequados ao consumidor, e a comunicação com o cliente também fará toda a diferença, precisando ser clara a objetiva, mostrando de uma maneira muito simples quais são os reais benefícios do sistema”, explica.

Quanto à aceitação do Open Insurance no mercado, Ed afirma que as empresas já estão mais receptivas à novidade: “Está aumentando o entendimento no mercado de que o Open Insurance pode contribuir e ampliar fatia de clientes, criar novos produtos, atingindo mercados que, sem ele, não seria possível”, pontua o executivo.

Quanto ao papel dos corretores de seguros, Ed pontua que a importância do corretor continua muito grande, tornando-se ainda mais relevante. “A parte de assessoria e consultoria de riscos, de abordar as soluções que o mercado pode oferecer, ganha mais um upgrade com o Open Insurance, possibilitando que o corretor esteja ainda mais próximo do cliente para mostrar o que o mercado disponibiliza dentro do novo contexto”, destaca o executivo.

Para ouvir o episódio completo, acesse este link

Este conteúdo de divulgação comercial foi fornecido
Por Maquina Cohn Wolfe Comunicação
e não é de responsabilidade de revistaempreende.com.br