fbpx

10 filmes sobre empreendedorismo e liderança feminina que você precisa assistir

Das telas para o mundo real, o entretenimento também pode inspirar quem quer abrir o próprio negócio ou apostar nas habilidades de gestão. Fundadora do Movimento Aladas dá dicas de ouro sobre o que assistir e como tornar o sonho realidade

Mesmo com os desafios da pandemia, as mulheres se dedicaram com afinco e continuam cada vez mais desenvolvendo habilidades de gestão e empreendedorismo. Dentre esse reflexo, houve um aumento aplicado ao tempo de capacitação, que saltou de 19 horas/mês entre março de 2018 a fevereiro de 2020, para 25 horas/mês no período de março de 2020 a setembro de 2021, segundo a pesquisa “O voo delas”, realizada em parceria pelo Movimento Aladas e o Sebrae São Paulo.

No entanto, indo além dos métodos tradicionais de aprendizagem, o entretenimento também é uma maneira de adquirir novos insights, perspectivas e ideias para quem deseja alavancar a carreira ou abrir o próprio negócio. Com as mais diversas histórias, sejam elas no mundo real ou da fantasia, os filmes e séries buscam inspirar e até mesmo dar aquele empurrãozinho para o primeiro passo.

E para quem sonha em empreender, apesar do caminho pela frente ainda ser longo, os dados trazem uma perspectiva animadora: em 2020, o empreendedorismo feminino teve um crescimento de 40% e, no Brasil, as mulheres vêm ganhando cada vez mais terreno, representando quase 50% dos empreendedores, segundo a Global Entrepreneurship Monitor (GEM).

Para Daniela Graicar, fundadora do Movimento Aladas, que tem o objetivo de encorajar e capacitar mulheres que querem empreender ou aprimorar sua capacidade de liderança e gestão, além das ideias e inspirações, é preciso ter planejamento. “Tirar o sonho de empreender do papel exige que mulheres tenham muito jogo de cintura, habilidade de negociação e estratégias claras para conseguir captar os valores necessários para o start”.

Confira abaixo dez filmes e séries sobre empreendedorismo e liderança feminina que vão te inspirar ao longo dessa jornada:

Joy: o nome do sucesso
 

Joy Mangano, de 34 anos, vive com os pais (divorciados há 17 anos) e o ex-marido, que mora no porão. Durante sua jornada, motivada pela necessidade e também por realizar sonhos, ela tem a ideia de criar um esfregão de limpeza milagroso. O que ela não esperava é que o produto se transformaria em um sucesso de vendas e a tornasse uma das maiores empreendedoras dos Estados Unidos.

Onde assistir: Star+

Um senhor estagiário

Jules Ostin comanda um e-commerce de moda de sucesso e vive o desafio da inovação para o crescimento da empresa. Com uma rotina bastante estressante e cheia de compromissos, que acabam impactando na vida pessoal e tempo com a família, ela conta com a ajuda de seu mais novo estagiário, Ben Whittaker – um homem viúvo, de 70 anos, que busca novos aprendizados. Apesar de terem personalidades diferentes, Jules aprende dicas valiosas e compreende que jornadas de trabalho longas não são sinônimo de bons resultados. Juntos, eles passam a celebrar as conquistas da equipe e entendem que cada experiência faz parte do aprendizado.

Onde assistir: HBO Max

Coco, antes de Chanel

Coco Chanel era cantora em um bar, mas sua verdadeira paixão era a costura. Após conhecer o rico comerciante de tecidos, Etienne Balsan, ela mostra o seu talento e não se intimida com as críticas. No mundo da moda, seus trajes femininos modernos – inspirados em roupas masculinas – passam a revolucionar. E sua trajetória não para por aí: Coco foi a primeira a criar calças compridas para o público feminino e a inventar o tailleur – um traje feminino composto por um casaco e saia ou calça. Ao conhecer o milionário Arthur Capel, ela abre sua grife, Chanel, e até hoje é conhecida como uma das mulheres mais poderosas do mundo.

Onde assistir: Apple TV

A Princesa e o Sapo

De forma lúdica, o clássico da Disney traz uma baita lição sobre empreendedorismo! Filha de uma costureira e um cozinheiro, Tiana tem o sonho de abrir o seu próprio negócio – um restaurante de sucesso. Para tirar a ideia do papel e tornar realidade, ela se esforçou para guardar cada centavo e sabia que teria muito trabalho pela frente – sem contar os desafios.

Onde assistir: Disney+
 

Cinderela
 

Em uma nova versão de Cinderela, Ella tem o sonho de abrir a própria loja de vestidos. Ela vai até o centro da cidade para vender um traje exclusivo feito por si própria, mas é mal vista pelos comerciantes locais. Um comprador “misterioso” decide fechar negócio e paga o triplo do valor pelo vestido. Ainda no local, ela descobre que a realeza irá dar um baile para encontrar uma esposa para o príncipe. Entusiasmada e decidida, Cinderela decide agarrar a oportunidade de ir à festa e mostrar o seu trabalho aos convidados, mas tem o vestido arruinado pela madrasta. Com uma ajudinha mágica e muita força de vontade, Ella não desiste de seus sonhos e prova que seu final feliz vai muito além do conto de fadas.

Onde assistir: Prime Video

Girl Boss

Sophia, uma jovem que não se importa muito com as coisas, incluindo os inúmeros trabalhos que já passou, toma um impulso quando é demitida por uma loja de sapatos de grife. Ao entrar em um brechó, ela compra uma jaqueta de couro vintage por um preço bem abaixo do esperado e começa a lucrar na internet anunciando peças no e-bay. Vendo que pode ir muito mais além, ela inicia sua trajetória como empreendedora, dando início futuramente ao e-commerce de sucesso NastyGal Vintage.

Onde assistir: Netflix

The Bold Type

As amigas Jane, Kat e Sutton trabalham na renomada revista Scarlet, que tem como exemplo de liderança Jacqueline Carlyle, personagem inspirada em Joanna Coles, ex-editora-chefe da revista americana Cosmopolitan. A história, que acontece ao redor da vida das protagonistas, mostra situações do dia a dia, tanto pessoal quanto profissionalmente. No trabalho, a editora-chefe da Scarlet vive desafios junto com sua equipe de trabalho, mostra a importância de lidar com obstáculos e o aprendizado com lições valiosas.

Onde assistir: Netflix

Self Made: a Vida e a História de Madam C.J. Walker

A série conta a história de Madam C.J Walker, a primeira mulher negra a ficar milionária por conta própria nos Estados Unidos. Durante sua trajetória, a empresária é pioneira no mercado de produtos capilares para afro descentes em uma época onde o racismo e machismo predominam. Além do empreendedorismo, a série traz aprendizados importantes sobre independência, liberdade e ambição.

Onde assistir: Netflix

Scandal

Olivia Pope, uma ex-consultora de comunicações da presidência, decide que após deixar seu emprego na Casa Branca, é hora de mudar os rumos e abrir seu próprio negócio de Relações Públicas. Ao longo da série, que tem o gênero drama, a protagonista se dedica em proteger a imagem pública da elite, sem deixar que nenhum segredo venha à tona. Os clientes de Olivia sempre têm algo em comum: polêmicos e ricos, trazendo histórias desafiadoras. A narrativa foge do politicamente correto e mostra que os personagens não são perfeitos. No entanto, reforça a importância de fazer sempre o seu melhor.

Onde assistir: Star+

Shark Tank

O reality show, também conhecido como “Negociando com Tubarões”, mostra aspirantes a empreendedores com um objetivo em comum: apresentar o seu próprio negócio a fim de conseguir investimentos. Os investidores, que são os próprios “jurados”, podem fazer contrapropostas e até mesmo rejeitá-las. Caso aceitem, passam a ter uma participação percentual no negócio, tornando-se sócios, e devem impulsionar os negócios da empresa.

Onde assistir: RedeTV

Colocando em prática

Depois de se aventurar pelos filmes e séries e adquirir novas ideias e perspectivas, ainda pode ser difícil colocar as metas no papel e definir um caminho a ser seguido. Por isso, é necessário montar uma estratégia para colocar todo o aprendizado em prática! Daniela Graicar compartilha dicas de ouro de como desenhar os planos para começar o próprio negócio:

Tenha prioridades: analise suas prioridades e o que você deseja ter, ou manter, em cada dimensão da sua vida – seja nos relacionamentos, família, carreira, etc. Lembre-se: quem tem mais que cinco metas, não tem meta alguma! Ninguém cria um unicórnio, faz um filho e ganha uma maratona no mesmo ano.

Seja mais objetiva e menos ambiciosa: evite chegar em dezembro e se frustrar com seu próprio desempenho. É você quem define as expectativas!

Tenha indicadores claros: estabeleça métricas para saber se você vai atingir o que planeja. Tente substituir “ler mais” por “ler 5 livros”; “fazer cursos” por “fazer dois cursos”; “economizar” por “terminar o ano com R$ 10 mil na conta”; “ser mais feliz” por “dedicar x horas a fazer aquele esporte que amo”, e por aí vai!

Atualize: crie um plano de ação e revisite-o todos os meses. Não deixe para revisar as metas em novembro! É importante ter constância.

Trace um mapa de ação: a ideia é que você levante uma lista e priorize cada uma das perguntas abaixo:

  • Que cursos ou mentorias você precisa fazer? Até quando?
  • De quanto dinheiro precisa?
  • Que time você vai contratar?
  • Até quando você fará testes de produto ou formato de serviço?

“É fundamental estabelecer metas claras, além de traçar uma estratégia para atingir cada uma delas. Esse é um grande passo para quem deseja ter sucesso no empreendedorismo. Afinal, para quem não sabe aonde está indo, qualquer caminho serve!”, conclui a fundadora do Movimento Aladas.

Sobre o Aladas
 

Aladas é um movimento que nasceu em maio de 2020 para unir, encorajar e capacitar mulheres que querem empreender ou aprimorar sua capacidade de liderança e gestão. Com o objetivo de mudar estatísticas e quebrar vieses inconscientes que vêm impedindo as mulheres de performar no mundo dos negócios, o Aladas oferece uma plataforma de cursos digitais (de hard e soft skills) e conteúdos gratuitos sobre empreendedorismo em múltiplos formatos, incluindo vídeos inspiradores, podcasts e textos. Além disso, realiza encontros virtuais, treinamentos corporativos e oferece mentoria.

Este conteúdo de divulgação comercial foi fornecido
Por Digital TRIX Comunicação
e não é de responsabilidade de revistaempreende.com.br