fbpx

92% dos brasileiros dizem priorizar, na hora de procurar um novo emprego, empresas que ofereçam programas e serviços de saúde mental e bem-estar

Férias remuneradas para tratar saúde psicológica e discussões, sejam elas presenciais ou virtuais, sobre o tema já seriam considerados muito importantes para os brasileiros

Os brasileiros estão cada vez mais inclinados às questões de saúde mental e bem-estar dentro das empresas em que trabalham. Isso é o que mostra a Global Learner Survey, pesquisa desenvolvida pela Pearsonmaior empresa de educação do mundo. Para 71% dos entrevistados no Brasil, as organizações deveriam oferecer serviços gratuitos de saúde mental aos empregados.
 

A pesquisa ouviu 1.001 brasileiros entre 16 e 74 anos, entre os dias 13 e 22 de abril. A Global Learner Survey também foi realizada nos Estados Unidos, Reino Unido, China e Índia. Ao todo, foram ouvidas 8.170 pessoas ao redor do mundo.
 

Além disso, para 65% dos brasileiros entrevistado, as empresas deveriam ampliar a cobertura do benefício do plano de saúde com serviços e atendimentos psicológicos. Para 59% dos colaboradores brasileiros, discussões internas, presenciais ou virtuais, sobre os cuidados da saúde mental e bem-estar já seriam muito bem aceitos.
 

“É notório que, após a pandemia que vivemos, os cuidados psicológicos se tornem uma prioridade para a população. Passamos por um longo período de dificuldades mentais para absorver tudo o que temos passado. Quando colocamos isso no nosso dia a dia, vimos que as pessoas, a partir de agora, vão priorizar intensamente os cuidados com a saúde mental e bem-estar, sobretudo no ambiente profissional”, comenta Juliano Costa, vice-presidente de Estratégia de Conteúdos na Pearson Latam.
 

Outro ponto que chama a atenção, na pesquisa, é que para 90% dos brasileiros as empresas deveriam oferecer dias de férias remuneradas para que possam cuidar da saúde mental e bem-estar.
 

Além disso, 92% dizem priorizar, na hora de procurar um novo emprego, as empresas que oferecem algum tipo de serviço ou programa voltado às questões de saúde mental e bem-estar.
 

Porém, a realidade encarada pelos profissionais é bem diferente da desejada. A maioria (82%) disse que as empresas em que trabalham não aplicam quaisquer programas ou suportes de saúde mental e bem-estar que sejam.

Sobre Global Learner Survey

A pesquisa foi realizada pela Morning Consult, entre os dias 13 e 18 de abril, com uma amostra total de 5.008 entrevistados, entre 16 e 70 anos, nos Estados Unidos, Reino Unido, Brasil, Índia e China. As entrevistas foram realizadas de forma online. Os resultados são representativos com margem de erro de três pontos percentuais para mais ou para menos.

Este é o quarto ano em que a Pearson realiza a pesquisa global, que é a principal sondagem sobre educação no mundo e visa oferecer uma compreensão mais profunda das tendências na educação, fornecendo dados-chaves para ajudar a aprofundar as discussões sobre muitas questões importantes.

Sobre a Pearson

Na Pearson, nosso propósito é simples: adicionar vida a uma vida inteira de aprendizado. Acreditamos que cada oportunidade de aprender é uma chance para avançar pessoalmente. É por isso que nossos cerca de 20.000 funcionários estão comprometidos em criar experiências de aprendizado vibrantes e enriquecedoras, projetadas para causar impactos positivos na vida diária. Somos a empresa líder mundial em aprendizado de mídia digital, atendendo clientes em quase 200 países com conteúdo digital, avaliações, qualificações e dados. Para nós, aprender não é apenas o que fazemos: é quem somos.

Este conteúdo de divulgação comercial foi fornecido
Por 
Loures Comunicação
e não é de responsabilidade de revistaempreende.com.br