fbpx

Vendas online continuam crescendo e PMEs faturam 1,2 bilhão de reais no 1° semestre de 2022 

O faturamento dos pequenos e médios negócios com vendas online foi de 1,2 bilhão de reais, um aumento de 20% em relação ao primeiro semestre de 2021; Os dados referem-se à base da Nuvemshop, plataforma de e-commerce líder na América Latina.

No primeiro semestre de 2022 o e-commerce brasileiro manteve seu crescimento, especialmente dentre os pequenos e médios negócios. De acordo com dados da Nuvemshop, plataforma de e-commerce líder na América Latina com 100 mil lojistas cadastrados, as PMEs faturaram 1,2 bilhão de reais nos seis primeiros meses do ano; um crescimento de 20% em relação ao mesmo período de 2021 (1 bilhão de reais).

“O crescimento do e-commerce neste primeiro semestre comprova que cada vez mais empreendedores estão investindo neste tipo de negócio, assim como o consumidor já incorporou as compras online em sua rotina”, explica Luiz Natal, gerente de desenvolvimento de plataforma da Nuvemshop.

Entre janeiro e junho de 2022, 21,8 milhões de produtos foram vendidos. Os pedidos tiveram um ticket médio de 243,20 reais, representando um aumento de 10% em comparação ao ticket do primeiro semestre de 2021 (219 reais). Moda foi o segmento que liderou as vendas no período, com 471,1 milhões de reais, seguido por Acessórios (97 milhões de reais) e Saúde & Beleza (87,4 milhões de reais). Dentre os produtos mais vendidos, destacam-se: óculos de sol, boné, meia, perfume e vestido.

Acerca das regiões do Brasil, o estado que liderou as vendas online foi São Paulo, que registrou um faturamento de 612,7 milhões de reais. Entre os cinco estados com maior faturamento de PMEs também estão Minas Gerais (128,1 milhões de reais), Rio de Janeiro (79 milhões de reais), Ceará (66 milhões de reais) e Santa Catarina (64,8 milhões de reais). Dos cinco, o estado que apresentou o maior crescimento em faturamento foi o Ceará, com aumento de 35,8% em relação ao ano passado.

Datas comemorativas garantem alta no faturamento 

O mês em que os e-commerces mais faturaram foi em maio, período de muita relevância devido ao Dia das Mães, o que resultou em um faturamento de 232,9 milhões de reais no mês.

Na análise, foram consideradas as vendas realizadas entre janeiro e junho de 2021 e 2022, com base nos mais de 100 mil lojistas da Nuvemshop.

Este conteúdo de divulgação comercial foi fornecido
Por 
 Jeffrey Group Comunicação
e não é de responsabilidade de revistaempreende.com.br