fbpx

Programa Brasil Mais é ampliado para digitalizar PMEs

Atendendo a mais de 90 mil empresas brasileiras desde 2020, o Programa Brasil Mais Produtividade foi ampliado e, no último dia 27 de junho, integrou mais duas modalidades, sendo agora chamado de Brasil Mais. As ações têm o objetivo de contribuir com a digitalização de pequenos negócios no país. Segundo o portal oficial do serviço, já foram registrados ganhos de produtividade de, em média, 24% a 42% entre os participantes.

O objetivo é apoiar a implementação de soluções digitais de baixo custo e alto impacto de forma a melhorar os resultados e a competitividade de micro, pequenas e médias empresas. A coordenação está a cargo do Ministério da Economia com o apoio do Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial) e do Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas).

Segundo dados do boletim Mapa das Empresas de junho de 2022, o país conta com mais de 13 milhões de MEIs, o que representa cerca de 70% das empresas ativas no país. Porém, o mesmo índice registrou, entre 2020 e 2021, aumento de 35,4% no fechamento de empresas. Neste cenário, toda a ajuda para organizar e inovar um negócio pode ser bem-vinda.

Jeferson Cícero, CEO da Ztaurus Brasil, empresa de serviços de assessoria digital, vê a iniciativa com otimismo: “O Programa Brasil Mais é um passo fundamental para os empreendedores, visto que auxilia na tomada de decisão, bem como no processo de digitalização das pequenas e médias empresas, contribuindo para o aumento da produção e das vendas com um baixo custo”, afirma.

Ele lembra, ainda, que o modelo híbrido (físico e digital), que vinha crescendo, foi antecipado pela pandemia de Covid-19 e já é uma realidade. “Todas as empresas precisam estar, atuarem ou pelo menos ter a sua presença no digital, já que grande parte dos consumidores passa um quarto do seu tempo nas redes sociais todos os dias. Além disso, a maioria busca informações no Google antes de comprar qualquer produto”, diz.

Alguns dados reforçam tal afirmação. Segundo o índice MCC-ENET, organizado pela Neotrust/Movimento Compre & Confie e pelo Comitê de Métricas da Câmara Brasileira de Economia Digital, o faturamento do comércio eletrônico teve alta de 48,41% em 2021 se comparado com os números de 2020. “Sem dúvida alguma, a internet é um mar de oportunidades para todos os segmentos”, complementa o CEO da Ztaurus Brasil.

O Programa Brasil Mais terá dois eixos de atendimento. Um deles será oferecido pelo Sebrae, para os setores de indústria, comércio e serviços com faturamento bruto anual de até R$ 4,8 milhões. O Senai atenderá indústrias de até 499 funcionários. Nas duas modalidades haverá a assessoria de um consultor especializado.

Por fim, Jeferson Cícero reitera a importância de investir em tecnologia e conhecimento para a evolução de uma empresa. “Ter atenção a esses pontos pode mudar a vida de uma pequena ou média empresa, além de abrir novos mercados, possibilitar a redução de custos aumentando a competitividade e, por consequência, alta nas vendas através da internet com técnicas como as de marketing digital, por exemplo”, afirma.

Para mais informações, basta acessar: https://ztaurus.com.br/