fbpx

Diversificação impulsiona resultados dos FIDCs

A Integral Group, gestora com sede em São Paulo, ultrapassou a marca de R$ 9 bilhões sob gestão em Fundos de Investimentos em Direitos Creditórios (FIDC). Com isso, a empresa alcança a marca de 14 bilhões em ativos, nos seus 32 fundos sob gestão.

O destaque fica por conta dos FIDCs, já que nos últimos três anos, a Integral dobrou o seu valor de gestão de FIDC, alcançando esse mês de julho a marca de R$ 9,1 bilhões. Como uma das maiores gestoras independentes, hoje ela conta com FIDCs em diversos setores, entre eles, energia Elétrica, cartão de crédito, automobilismo, saneamento básico, mercantil, consignado, consórcio e fintech.

Um dos destaques para o crescimento dos últimos anos é o FIDC Moleiro, o maior fundo de crédito consignado do Brasil, que teve R$ 3,6 bi de valor de emissão, e também os FIDCs de fintechs, que estão cada vez mais se destacando no mercado de capitais, pois têm sido a forma encontrada para as fintechs financiarem suas operações, e também, como opção para os investidores diversificarem sua carteira.

De acordo com Cristiano Greve, sócio da Integral Group, “apesar de os investimentos em FIDCs ter crescido bastante nos últimos anos, a modalidade ainda é pouco conhecida do investidor brasileiro e tem bastante espaço para crescer. Principalmente, por representar também uma forma inteligente de crédito para as empresas poderem investir em seus projetos e, na outra ponta, os investidores diversificarem sua carteira de investimentos com um produto que geralmente traz segurança e rentabilidade apropriados para uma renda fixa”, afirma ele.

Hoje, o mercado brasileiro de Fundos de Investimentos em Direitos Creditórios soma algo em torno de R$ 340 bilhões em ativos e a Integral é uma instituição que atua com essa modalidade, fazendo a originação, estruturação, gestão qualificada e distribuição dos fundos.