fbpx

Pesquisa aponta a utilização da IA e Machine Learning no recrutamento de pessoal

A Pesquisa Perfil de Profissionais de CSC é um estudo realizado anualmente pelo IEG (Instituto de Engenharia de Gestão) desde 2014, com o intuito de fornecer informações relevantes que contribuam para a Gestão de Pessoas nos Centros de Serviços Compartilhados (CSCs) das empresas.

O estudo analisa as características dos colaboradores dos CSCs, identificando estratégias e práticas que suportam o desenvolvimento dos mesmos e mensurando os gaps a serem trabalhados para os próximos ciclos.

A edição de 2021 analisou o perfil de cerca de 2.400 colaboradores de 21 empresas que possuem Centros de Serviços Compartilhados no Brasil e apontou que o último ano foi considerado como um período de estabilização para as organizações, pois apesar de ainda estarem vivendo a pandemia da COVID-19, grande parte das mudanças para adequação a esse cenário foram iniciadas em 2020.

“A preocupação por parte das empresas com as pessoas que compõem as equipes aumentou significativamente desde o início da pandemia e esse fato se mostra como uma das consequências positivas que a COVID-19 proporcionou, apesar de todo o impacto negativo que trouxe para a sociedade e meio corporativo.”, destaca Lara Pessanha, Sócia do IEG e responsável pela área de Inteligência de Mercado.

Segundo o estudo, os funcionários do CSC possuem, em sua maioria, nível superior completo, sendo que mais de 40% cursaram ou estão cursando pós-graduação, MBA ou Mestrado. Esse dado sugere que os Centros contam com pessoas qualificadas e com alto potencial de desenvolvimento. Além disso, os cursos de graduação mais comuns apontados são Administração e Ciências Contábeis, mas também são identificados engenheiros, advogados, psicólogos, entre outras profissões.

“Mesmo com uma base acadêmica de qualidade, é importante que os profissionais estejam em constante aprendizado, com objetivo de se atualizarem em relação ao mercado e se desenvolverem profissionalmente”, destaca Lara.

Nesta linha, o estudo mostrou que as Competências Comportamentais e Organizacionais são as mais desejadas pelos gestores de CSC e as que, normalmente, não costumam ser ensinadas nos cursos de graduação.

De acordo com a Pesquisa, dentre as Competências Comportamentais, destacam-se a Cultura de Prestação de Serviços, Evolução Profissional, Adaptabilidade / Flexibilidade, Gerenciar Tempo, Relacionamento Interpessoal e Inteligência Emocional.

“Vale reforçar que essas competências se mostram cruciais no cenário atual do mercado, que passa por constantes desafios e mudanças. O modelo de Serviços Compartilhados vem evoluindo ao longo dos anos, passando por diversas mudanças no intuito de otimizar os processos e aumentar o valor agregado ao negócio. Entretanto, se existe um fator que não varia com o tempo é a importância que as pessoas têm no desempenho de um CSC.  Nesse sentido, mapear o perfil dos profissionais para identificar formas de maximizar seus resultados é crucial para o desenvolvimento de um Centro de Serviços Compartilhados.”, Destaca Vanessa Saavedra, Sócia e Fundadora do IEG.

Para ajudar na busca e identificação de profissionais que estejam em linha com os perfis buscados pelos gestores de CSC, as empresas têm contado com o apoio da tecnologia.

Dentre as organizações participantes da Pesquisa, observou-se que 52% utilizam Inteligência Artificial e/ou Machine Learning no recrutamento de novos funcionários. Essas ferramentas têm ajudado não só a otimizar, mas também a melhorar a qualidade do processo de recrutamento e seleção por meio de algoritmos que indicam os candidatos que melhor se encaixam no perfil das vagas.

A 9ª edição da Pesquisa iniciará em setembro de 2022 e servirá como uma valiosa fonte de informações para as empresas que estão enfrentando grandes desafios no que tange à Atração e Retenção de talentos, apoiando na identificação de oportunidades voltadas para a gestão dos funcionários:

  • Remuneração praticada no mercado
  • Benefícios oferecidos aos funcionários
  • Áreas e níveis hierárquicos com maior dificuldade de recrutamento
  • Índices de turnover voluntário e involuntário
  • Tempo médio de recrutamento de novos funcionários
  • Boas práticas para retenção de talentos
  • Contratação de profissionais de outras regiões para trabalhar remotamente
  • Formatos de trabalho utilizados no CSC.

 

O IEG é uma empresa que elabora soluções de ensino, pesquisa e consultoria em gestão de forma integrada e complementar para as organizações, gerando e disseminando conhecimento por meio de treinamentos, estudos e projetos.