fbpx

Setor de alimentos veganos aposta em produtos saudáveis para fidelizar clientes

Atendendo a preferência dos consumidores, o mercado de alimentos veganos vem apostando em novidades para conquistar o público. Segundo a Sociedade Vegetariana Brasileira, de janeiro de 2016 a janeiro de 2021, o volume de buscas pelo termo “vegano” aumentou mais de 300% no Brasil, comprovando que esse mercado tem crescimento de cerca de 40% no país. E para conquistar ainda mais consumidores, as marcas apostam na diversidade, considerando, principalmente, a qualidade dos nutrientes.

Muito do investimento busca fortalecer o mercado que tem expectativa de lucro real positiva. Outro estudo, Indústria de proteínas alternativas, feita pelo The Good Food Institute, mostra que a proteína vegetal ganha cada vez mais força e o mercado deve alcançar entre US$ 100 bilhões e US$ 370 bilhões, até 2035. Um exemplo de produto que vem adquirindo novos consumidores é o snack. 

Cada vez mais, por conta da correria do dia a dia e a necessidade de manter uma alimentação equilibrada, as pessoas têm recorrido a esse tipo de “lanchinho” entre uma refeição e outra. Segundo uma pesquisa da Toluna, empresa especialista em insights de mercado, 68% dos brasileiros passaram a comer lanches mais saudáveis na pandemia. o levantamento revelou que para 47% dos entrevistados, é importante que os lanches façam bem ao organismo e 33% afirmaram que consideram que é muito importante que os lanches sejam saudáveis. Em contrapartida, apenas 6% firmaram não dar tanta importância para o valor nutricional positivo que comem ao longo do dia.

“Nem sempre é fácil conseguir conciliar uma alimentação regrada, seguindo cardápios e horários. Muitas pessoas acabam recorrendo a esse tipo de alimento para atenuar a fome, entre uma refeição e outra, mas, é importante que as escolhas, nesse momento, sejam corretas para favorecer o organismo. Investir em produtos saudáveis alivia a consciência, mas também nos dá a certeza de uma boa escolha para a saúde”, comenta Anninha Baptista, uma das sócias da MadeReal. 

A empresa que produz e comercializa alimentos saudáveis e funcionais registrou, inclusive, um saldo positivo em seu faturamento. “Fazendo um balanço do último trimestre. Apesar das adversidades e da instabilidade na economia do país, conseguimos alcançar um crescimento de 100% dobrando o faturamento no primeiro trimestre deste ano”, confirma Anninha Baptista. 

A expectativa agora é aumentar a receita em quatro vezes até final do ano. Além dos crackers, a marca trabalha com granolas e shots funcionais. “A alimentação saudável vem conquistando pessoas de várias idades e é uma crescente no Brasil essa preferência por snacks saudáveis. O mercado de crackers, por exemplo, é vasto em opções”, finaliza Carol Cerqueira, sócia da MadeReal.

Para os próximos meses, a ideia é concentrar o trabalho para atingir as metas estipuladas do planejamento e, consequentemente, aprimorar as vendas realizadas no e-commerce.