fbpx

Busca por equilíbrio de vida é foco de 62,3% dos brasileiros

A cada 5 brasileiros, 4 possuem a vontade de mudar de emprego. Esse foi o resultado de uma pesquisa realizada no ano de 2021 com mais de 33 mil profissionais em 17 países pelo Instituto ADP Research. Dentre os diversos motivos mencionados pelos profissionais está a saúde mental. As pessoas começam a perceber que para voltar a ter uma saúde mental de qualidade é necessário ter equilíbrio na carreira e um dos melhores caminhos para isso acontecer é buscando alternativas e agindo para conquistar liberdade profissional.

A pesquisa do Instituto ADP concluiu que aproximadamente 51% dos profissionais latino-americanos entrevistados possuem uma péssima saúde mental, o que impacta diretamente no sucesso de suas carreiras e no crescimento do mercado. Dos países da América Latina, o Brasil é o que mais tem profissionais afetados dessa forma, seguido de Chile e Argentina.

Estresse, burnout, frustrações, falta de reconhecimento são fatores que deixam os profissionais frustrados, impactam diretamente em seus valores e têm feito com que muitos comecem a repensar o rumo que estão dando a suas carreiras. A consultoria de RH EDC Group realizou uma pesquisa com profissionais atuantes em diversos mercados do Brasil e identificou que 53% perderam o interesse em seguir com as atividades profissionais que exerciam antes da pandemia.

Para mudar esse sentimento de descontentamento com a carreira, 62,3% dos entrevistados mencionaram ter colocado como prioridade a busca de oportunidades de carreira que os permita ter maior equilíbrio entre a jornada profissional e atividades pessoais, como a prática de atividades físicas. Ter uma carreira mais flexível para poder passar mais tempo com familiares foi a resposta de 51% dos profissionais que participaram da entrevista. Os dados acima podem ser resumidos em um problema e uma solução: falta e busca por liberdade profissional.

Além de poder melhorar a saúde mental, a liberdade profissional pode gerar alguns outros benefícios na vida como satisfação, liberdade financeira, liberdade geográfica, liberdade de tempo, qualidade de vida, bem-estar, reconhecimento e produtividade.

Durante a análise dos dados da pesquisa, a RH EDC Group identificou que, por mais que queiram mudar de carreira, apenas 45% disseram sentir segurança para buscar um novo nicho ou mercado para iniciar a nova jornada profissional.